Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Janeiro, 2015

PM Break, ou como parodiámos a política e a série favorita do JF, parte 2

AR: E... parece-me que voltámos.

JF: Já posso falar?

AR: Não vejo porque não, não sentiste a interrupção.

PVD: Deixa-o estar meu filho, conta lá a tua história.

JF: Bem, isto foi aqui à um par de dias...

AR: Isto é um flashback pessoal, transição em nuvem e tudo.

JF: Decidi voltar a casa pelo Natal, visto que não a época natalícia não é a mesma se não tiver o Space_Aye a arguir que a data não interessa, o PVD a apontar-lhe que ele recebe presentes na mesma e os familiares a darem beijinhos a tudo o que se mexe.

MR: E ao que não se mexe, temos de dar um beijinho à garrafa de Coca-Cola lá em casa.

JF: Pois, e não é que eu vou a um café, peço uma bebida...

 Sócrates: Uma bica ou um garoto? Eu gosto mais de garotos.

Space_Aye: Isto de bicas de garotos parecia-me que era mais com a Igreja do que com o senhor ex-Primeiro Ministro, mas pronto.

AR: Este é um momento interessante pois comentários de terceiros tendem a quebrar uma sequência de flashback, mas neste caso o JF estava mesmo a pens…

PM Break, ou como parodiámos a política e a série favorita do JF, parte 1

Space_Aye levanta-se, abanando a cabeça, sem perceber exactamente onde está ou que horas são. Como todos os dias, tenta ir à casa de banho, mas vê que no seu caminho estão umas barras de ferro.

Space_Aye: Mau! Então mas que vem a ser isto?!

Space_Aye tenta abanar as barras sem sucesso

Space_Aye: Socorro! Ajudem-me!

JF: Epá, faz pouco barulho pá que ainda é cedo.

Space_Aye: JF, estás aqui? Onde é que estamos? O PVD quer voltar a tentar converter-nos?

PVD (da cela do lado esquerdo): Não meu filho, isso era só prá semana que eu estou a descansar depois da época Natalícia, os doces todos lá em casa tem drogas extra para melhor ver o Senhor para o seu aniversário.

MR (da cela do lado direito): Eu desconvido-me a isso, já agora.

Space_Aye: MR, também aqui?! Já não percebo nada do que se passa.

Ouve-se uma vozno lado esquerdo

Sócrates: Bom, se ninguém se opor, acho que posso explicar o que se passou. Estamos todos presos em Évora por causas injustas.

Space_Aye: Sócrates, também está aqui? Mas …

Promessas para 2015

Caros Gargulistas, hoje vou revelar a promessa que fiz em 2014, uma mudança que ficara na historia deste blog, ou pelo menos no histórico do meu browser. Eu sei este tópico e muito 2014, mas se procuram um blog actualizado não sei o que estão aqui a fazer.
Eis uma lista de coisas que podem acontecer este ano:

Postar no blog, pelo menos uma vez por dia.Perder uns kilos, ou umas libras dependendo da balança que usar.Trabalhar full time nos Gargulas.Armar-me em esteticista e mudar o visual do blog novamente.Dar menos erros ortográficos, se este teclado me deixar.           Teclado - va fan culo! Escrever posts de jeito e a tempo e horas. Pronto, chega de suspense... o que eu prometi foi que este seria o ultimo post do blog no qual prometo um monte de coisas que provavelmente nunca cumprirei.
Feliz 2015!

Agua das pedras - A Origem

Esta é uma história sobre uma garrafa de água estranha... esquisita, vá,  pois estava metade vazia, ou metade cheia (para os otimistas). A vida de uma garrafa de água é relativamente parecida com a de um humano. Cresciam a comer sandes de presunto com atum e molho á bolonhesa para ficarem fortes e saudáveis, eventualmente casar-se iam com uma garrafa com uma embalagem oposta e davam luz a garrafões de vinho. Uva - Eu sou uma uva e acho isto ofensivo! Miquelina estava apaixonada por  uma garrafa da mesma embalagem, esta confessou o seu amor pelo antigo MSN, logo ainda não deviam existir computadores... contudo isso não era bem visto pelos cidadãos de Garrafopolis. Certo dia o governador de Garrafopolis ordenou a captura de Miquelina, contudo Pedrana a sua amada interviu e sacrificando-se deu origem à água das pedras, uma água áspera e azeda. A lenda diz que ainda hoje as garrafas choram, pouco apos saírem do congelador ainda se consegue ver as lagrimas a descerem pela garrafa abaixo. …

Os Gárgulas e a Maratona das Aranhas (e a Semi-Maratona das Formigas)

Numa manhã aborrecida sem nada para fazer, sem um filme pornográfico que ele quisesse ver, sem uma série de anime que quisesse ver, sem uma banda de metal desconhecida e sem valor para ele ouvir, eis que AR decide sair da sua gruta, digo apartamento, e decide convidar Os Gárgulas a ver a 10ª Maratona Internacional das Aranhas, que AR assume será mais interessante que a Semi-Maratona Internacional das Formigas, que ocorrerá no mesmo dia.

AR: Oi JF, ainda bem que te encontro aqui.Que fazes? Estás à procura de alguma coisa?
JF: Olá. Parecia-me ter visto uma moeda de 2 euros por aqui. -Diz isto com a sarjeta aberta e com luvas.
AR: Ah desiste. Já sabes como os posts gárgulinios são. Não serve de nada seguir a moeda. De qualquer das formas: Ou rapaz da Classe Média, as notas de 20 euros não são melhores?
JF: Bem, suponho que tenhas razão. Suponho que seja a triste verdade. Se bem que... esquece. Que fases aqui?
AR: Bem, queria-te convidar à 10ª Maratona Internacional das Aranhas. Espero q…

Os Gárgulas visitam Sócrates

Imbuídos pelo espirito excecional da época, os Gárgulas decidiram visitar o seu amigo José Sócrates que recentemente se viu detido de forma inesperada. MR: Então sempre é hoje que vamos visitar o Sócrates? PVD: Sim, meu filho. MR: Eu sei que já discutimos isto, mas porquê que estamos a fazer isto? PVD: Porque somos bons cristãos, meu filho. Space Aye: Sim, sim, sim. Eu quero é ver como é que aquele tipo se está a sair na prisão. Será que ele já “apanhou o sabonete”? MR: Sinceramente, Space Aye. Space Aye: Foste tu que escreveste a piada, não fui eu. MR: Isso não era para dizer. PVD: Meus filhos, não devemos falar tais coisas. Eu, o PVD, não aprovo. AR: Alguém me pode dizer onde é a casa de banho? MR: Pergunta aí a um guarda. AR: Pensando bem, esquece. Eu vou usar aquela aplicação que saquei no outro dia. MR: Provavelmente não é de interesse para ninguém, mas que aplicação seria essa? AR: ToiletMaps. Ajuda-nos a encontrar a casa de banho mais próxima. MR: Eu ia perguntar porque é que tens uma aplicaç…