Popular Post

Os Gargulas: O jogo

By : JF

Diverte-te com esta aventura ridicula interativa como e habitual aqui nos Gargulas. O nosso primeiro jogo. E como sempre baseado em factos reais.

Como te chamas?

As caixas de pagamento self service sao PUTAS

By : JF

Hoje fui as compras, e não é que mal introduzi o meu cartão na caixa de pagamento automática ela recusou-o imediatamente sem esperar que eu introduzisse o pin nem nada.
Tal incidente leva-me a concluir que estas maquinas são mais inteligentes do que os próprios funcionários.
maquina topou logo, viu que o cartao era meu e juro-vos que falou comigo...

Maquina - Oh... JF! Já sei que não tens dinheiro nem sei porque continuas a tentar... o dinheiro não cai do céu... isto (cartão) não e do Espírito Santo, e do Lloyds Bank!

Mas como eu já estou habituado a que objectos falem comigo do nada, desde garrafões de agua a gatos pretos (sim, gatos são objectos) recusei-me a sair sem compras e voltei a inserir o cartão.

Maquina - Put the last item back in the bagAn Assistant is coming... 

Traducao: Mete o item que desviaste de volta no saco! Vem ja ai um assistente dar-te uma cossa.

Pode nao estar bem traduzido, desculpem o meu ingles...

Nisto chega um homem negro quase tao alto quanto o PVD com uma placa na camisa que lia "Carlao!" (Sim, tinha o ponto de exclamacao no nome...)

JF - Carlão! Tu aqui!? Há quanto tempo....

Carlão! - Você sabe que e a primeira vez que eu apareço num post não sabe...? porque voce e um preguiçoso e não escreveu sobre a nossa aventura a quatro... (Enquanto resolvia o problema da maquina).

Maquina - Thank you for shopping at Morrisons!
Traducao - Demasiada informação... se quiserem falar da vossa vida privada procurem outro lado!

JF - Nao tive tempo... sabes que o acossamento da micose terá sempre prioridade. E essa obra das nossas ferias será a epopeia dos Gárgulas. Daqui a centenas de anos será leccionada no 12o ano e sairá no exame nacional de portugues.

Carlao! - Eu te safei dessa ein... vê-se escreve o post... (Sai da minha beira)

JF - Mas eu tinha dinheiro...

Voltando ao assunto... 

Ja repararam que estas maquinas são parecidas com profissionais da prostituição?


  • Costumam estar a espera dos clientes numa esquina do super mercado
  • Os seus clientes só la vão satisfazer uma necessidade, metendo o (dinheiro) no buraco.
  • Só uma pequena parte do que ganham vai para a manutenção, o resto vai para o chulo (supermercado).
A serio...  lhes falta o uniforme.

Por isso concluímos que estas maquinas são umas Profissionais Únicas Trabalhadoras Automáticas Sabichonas.

Coisas que nunca experimentei...

By : JF
Nao, nao vou listar as mulheres com quem nao dormi. Existe um limite de palavras por post sabiam?
Vou expor uma lista de coisas que muitos de voces vao achar estranho eu nunca ter experimentado.


  • Mc Fish - Peixe no Mc Donalds? Ei... que fish! (Estive bem... merecia um big mac).
  • Mc Chicken - Isto esta a ser canja... (perceberam? canja... frango) sera que alguem come isto a nao ser por motivos religiosos?
  • Palitos de cenoura - Sera que alguem experimentou?
  • Star Wars - Nunca vi nenhum filme da "Guerra das estrelas"
             PVD - JF...
             JF - Sim?
             PVD - I'm your father...
          A unica coisa que sei sobre Star Wars e que ha um tipo que e pai de outro chamado Luke.
  • Titanic - O Ice berg na carreira de Di Caprio quando comparado a trabalhos mais recentes. Nunca vi o filme, mas o Leonardo parecia a Justin Bieber naquela altura.

  • Vender droga - Se bem que estou a ponderar seriamente para pagar a universidade... estou a gozar... o que ganho a traficar orgaos chega e sobra...
  • Ouvir um album do Justin Bieber ou dos One Direction - Como todos voces ja ouvi uma musica ou outra quando num shopping, ou a mesmo no ginasio... (Sim, passou uma musica qualquer que devia ser dos one direction, ouvi cinco vozes femininas a tentarem cantar).
          MR - Musica? Nao ouviste nada... chamas a aquilo musica? (ouve-se o som de uma lata de Coca-Cola a abrir) Isto sim, é musica...

  • Abrir prendas de natal no dia 25 - Sempre as abri na noite de 24 numa tentativa de conhecer o pai Natal. Ainda hoje o tento apanhar em flagrante, mas ainda so encontrei o meu pai a fazer-se passar por ele. Mas este ano vou apanha-lo, quando ele descer da chamine... espera... eu nao tenho chamine... e fecho sempre as janelas a noite...
          PVD - Vês meu filho... eu sempre disse que o pai natal nao existe... so o menino Jesus poderia entrar em propriedade privada sem autorização e sem ser processado.

  • Acabar um jogo de Monopoly - Tambem não serei o unico de certeza... Mas e o jogo mais realista que alguma vez joguei... fico sempre sem dinheiro... Vou lhes enviar um e-mail a pedir uma moeda de 2 euros.
  • Pagar uma conta a horas - Devido a falta de pagamento fiquei sem net, mas como sou muito dedicado a este blog vim a uma livraria termina-lo.
  • Escrever um post sem erros ortograficos, e com a devida acentuacao (Atualmente tem sido pior, porque o meu teclado nao tem bigode (nao e portugues).



Os Gargulas e o Purge

By : JF


Intro

Num futuro não muito distante, no qual a pobreza e desemprego quase não existem em Portugal (A melhor piada deste post. Podem parar de ler, a partir de agora só piora) graças ao purge anual, riual em que durante 12 horas todo o crime e legal incluindo homicídio. 


MR 

04:00 Horas antes do Purge


MR está no seu quarto a olhar para vários recortes de jornais afixados na parede, ate ser interrompido por uma personagem do género feminino que não volta a aparecer. 
"Promete que não vais fazer nada..." - disse a personagem do género feminino que não volta a aparecer, com ar de preocupada. 
"Não! Desculpe mas eu tenho de fazer isto..." Disse MR decidido, enquanto bebia uma garrafa de 2 litros coca-cola de golada, de seguida enfiou-se no seu Renault 5 e foi dar uma volta pela cidade do Porto. 

AR 

03:00 horas antes do purge 

"Ah... se eu fosse a favor do Purge, era mesmo aqui começaria a matar pessoas" AR suspirou enquanto ouvia death metal ao passar pela sua escola antiga. Nisto deu-lhe uma grande dor de barriga e invadiu a casa de banho do café mais proximo. 

Space Aye e PVD 

02:00 horas antes do Purge 

"Queres proteção esta noite gostoso?" Disse Renato Seabra oferecendo-se para proteger Space Aye que foi ter com PVD. Seabra apos ter recebido amnistia do Papa trabalhava como porteiro no prédio de PVD. 
Space Aye nem lhe ligou, e entrou no elevador, almoçaram e depois de se fartarem de jogar Soul Calibur na PS2 com o Tosta Mista (personagem criada por PVD)  pensavam no que haviam de fazer para passar o tempo. 
"Bora sacar um filme!" Space Aye sugeriu. 
"Ai meu filho... meu filho... ainda faltam 2 horas para tudo ser legal, quando começar o purge podes sacar o que quiseres, eu ca vou me deitar um bocado." PVD disse dirigindo-se para o seu quarto. 
Space Aye como é obvio não ligou  e foi procurar um filme para sacar, mas de seguida apareceu um aviso no monitor "O Senhor não dorme meu filho... tem calma daqui a menos de duas horas já sacas o que quiseres". 
Descontente, continuou a jogar. 
JF 

01:00 para o Purge 

JF era o único dos Gárgulas que esperava este dia com ansiedade, e sabia exatamente a ilegalidade que ia cometer. 
"Era uma francesinha se faz favor" O plano de JF era comer a francesinha e esperar pela hora em que tudo passa a ser legal para sair do restaurante sem pagar. 
"Vai ter de comer rápido porque daqui a meia hora encerramos. "Disse o dono do estabelecimento enquanto preparava a francesinha. 
JF comeu o mais lentamente possível, pediu sobremesa, café, e whiskey velho ate que o dono se recusou a continuar a servi-lo. 
"Já esta a abusar! Saia já daqui!" Disse o dono pegando numa espingarda. 
"Eu não tenho para onde ir... posso ficar aqui consigo?" JF mentiu para ganhar mais tempo para não ter que pagar o jantar, mas o dono do estabelecimento carregou a sua espingarda e apontou para JF. 

Space Aye 

00:10 para o Purge 

Space Aye estava a passar o tempo no Facebook ate que se deparou com um vídeo de Alberto Joao Jardim de farda a dizer ser contra o Purge e que os malandras do Continente agora e que iam ver o que era bom. 
Nisto a televisão que há pouco passava o noticiário, ficou toda azul passando o seguinte aviso: 

ISTO NÃO E UM TESTE 
É O SISTEMA DE EMERGENCIA A ANUNCIAR O INICIO DO PURGE ANUAL 
ARMAS ATE A CLASSE 4 FORAM AUTORIZADAS. 
O USO DE OUTRAS ARMAS É PROIBIDO. 
MEMBROS DO GOVERNO SÃO IMUNES E NÃO PODEM SER ATACADOS. 
APOS A SIRENE, TODO O CRIME É LEGAL INCLUINDO HOMICIDIO DURANTE 12 HORAS. 
POLICIA, BOMBEIROS E HOSPITAIS ESTAM ENCERRADOS SO ABREM QUANDO O PURGE TERMINAR. 

"PVD, já começou!" Disse Space Aye indo em direção ao quarto de PVD, mas PVD não estava la ele havia deixado um bilhete na cama. 

"Meus filhos Gargulas, eu vendi-me por 20 euros a um casal rico, esse dinheiro serve para fazerem publicidade ao blog para ver se conseguem mais leitores. Adeus!". Uma lagrima surgiu no olho de Space Aye, PVD havia se sacrificado pelo blog. É assim que os ricos fazem o purge, compram um pobre e levam-no para casa para poderem fazer o que quiserem de forma segura. 

JF 

"Morre cabrao!" Disse o dono do estabelecimento a JF e preparava-se para premir o gatilho quando ouve uma explosão vinda da casa de banho. 
"Desculpe, tava difícil acho que vai precisar de uma sanita nova" Disse AR ao sair da casa de banho sem fazer ideia que o Purge já tinha começado, JF atirou-se logo para cima de AR e trancaram a casa de banho. (Isto suou melhor na minha cabeça). 

Space Aye 

Space Aye começa a ouvir alguém a tentar furar a porta de casa para entrar, e quando finalmente conseguiu surge de dentro do buraco criado por um saca-rolhas a cabeça de Renato Seabra "Here's Seabra!" Renato disse tentando abrir a porta. 

"Entao, e agora que finalmente vais admitir os teus sentimentos por mim!?" Gritou Renato enquanto procurava Space Aye que se tinha escondido com medo. 

"Já te disse que não fui eu que te mandei aquelas mensagens homoeróticas no msn!" Disse Space Aye sem querer revelando onde se escondia. 

"Cala-te, ignoras-me sempre quando passas por mim, agora vou te abrir que nem uma garrafa de vinho tinto!" Disse Sabra avançando sobre Space Aye, nisto entra uma equipa de homens engravatados com metralhadoras cravejam Seabra de balas, e capturam Space Aye que vai todo o caminho a gritar como uma menina num concerto dos One Direction. 

JF 

"E agora?" JF perguntou assustado enquanto o dono do estabelecimento baleava a Porta da casa de banho. 
"hmm... deixa-me pensar..." AR foi buscar dois desentupidores, e deu um deles a JF. 
"Pra que e isto?" JF perguntou. 
"Quase de certeza vamos morrer aqui, pelo menos morreremos a lutar!" AR gritou, abrindo a porta da casa de banho desatou a correr de desentupidor na mão.  O homem ficou tao enojado que desatou a fugir, nisto a porta de trás de um camião que estava estacionado la perto abre e um tipo de metralhadora dispara sobre ele. 
"baixa-te!" JF disse, aparecendo por trás de AR que estava em choque e puxando-o para baixo. 

-------------------------------------- ------------------------------------------------------------------------------

"Hmm... sera que deva intervir... não, não me posso meter, tenho mais que fazer" MR estava a tentar convencer-se que não devia parar para ajudar Space Aye ao deparar-se com Space Aye a ser arrastado para dentro de um camião, perto do café onde JF e AR estavam.Dentro do café AR e  
JF e AR também conseguiam ver Space Aye a ser levado. 
"Temos que fazer alguma coisa!" AR preparava-se mais uma vez de desentupidor na mão, mas JF agarrou-o. 
"Tas maluco? eles são os tipos do fisco, e estão todos armados, não temos hipótese! para alem do mais se o Space Aye desaparecer passo a ser o mais engraçado dos Gargulas!" JF explicou. 
Contudo MR não conseguia ver mais aquilo, e saiu do carro com apenas uma mochila as costas, e em camera lenta sacou uma lata de coca-cola, abrindo-a com a mao direita, enquanto que com a boca rasgava uma embalagem de mentos, deitando meia dúzia de mentos na lata atirou-a para o chão perto de Space Aye, a explosão da lata desorientou dois dos guardas os quais MR desarmou e imobilizou rapidamente. 

Nisto outro dos agentes do fisco tentou atacar MR pelas costas, mas ele desviou-se do soco e enfiou o pacote de mentos inteiro pela boca dele abaixo, de seguida enfiou-lhe uma garrafa de coca-cola na boca. O agente parecia ter engolido um fogete. 

Nisto, AR e Space Aye aproveitaram para correr ate ao renault 5 e esconderam-se la dentro. 
Dois agentes do fisco preparavam-se para alvejar MR, mas este atirou duas latas de coca-cola a cabeça de cada um causando com que ambos desmaiassem.
O tipo na gatling gun começava mais uma vez a disparar feito maluco, MR e Space Aye corriam para o carro, MR ainda se virou para trás e lançou um daqueles cinzeiros que os arrumadores de carro fazem através de latas de coca-cola. O cinzeiro atingiu a cara do tipo que estava na gatling gun, o que lhes deu mais tempo para fugirem. 

"Vocês também?!" MR disse ao reparar na presença de JF e AR no banco de trás, MR e Space Aye e desapareceram dali, a gatling gun ainda acertou meia dúzia de tiros no carro mas não feriu ninguém. 
"O PVD? onde esta o PVD quando precisamos dele?" MR perguntou enquanto fazia de tudo para não ser perseguido pelo camião. 

"O PVD faleceu, sacrificou-se pelo blog." Space Aye contava. 
"Oh... o PVD morrer? ta bem..." Disse JF que não acreditava que o grande PVD pudesse morrer. 
"Vão ver que ele no final vai aparecer para nos safar" AR disse, também despreocupado. 
As ruas pareciam um cenário pós apocalíptico, eram pessoas a matarem-se umas as outras, adolescentes a dizerem YOLO e a ouvirem musicas do Justin Bieber enquanto batiam em pessoas que se vestiam mal, e para piorar a situação o carro parou de funcionar. 

"Estamos lixados..." Disse JF, enquanto saiam todos do carro. 
"Vamos ser morto por beliebers" Disse AR. 
"Temos de pensar numa solução..." Space Aye constatou o obvio, nisto ouvem um espilro e reparam em barulhos vindos de um caixote do lixo, MR abriu o caixote do lixo já com uma lata de coca-cola na mão caso as coisas dessem para o torto. 

"Por favor não me matem!" Disse um rapaz surpreendentemente parecido com o Justin Bieber mas um bocado mais gordo. 
"É so um rapaz a tentar sobreviver a isto..." Disse MR para o grupo. 
"MR?" perguntou o rapaz com uma expressão incrédula. 
"Sim dos Gárgulas, ei o Space Aye, e o AR e o JF nunca pensei que voces existissem mesmo... e o PVD onde está?" Perguntou o rapaz. 
"Nós é que não pensavamos que havia gente que lia as nossas aventuras... já podemos morrer em paz..." Disse AR. 
"O PVD está no meio de nós meu filho..." disse JF, talvez o único PVDista. 
"Como te chamas?" Perguntou MR enquanto o ajudava a sair do caixote do lixo. 
"Diogo, e tu?" Diogo perguntou a MR. 
"Eu chamo-me MR" MR respondeu. 
"Sim, quero dizer o nome verdadeiro." Diogo respondeu, e MR mostrou-lhe o cu (cartão único) onde no primeiro nome tinha a letra M, e no ultimo a letra R. 
"Acho que sei como nos livrarmos desta situação... nós se formos vistos por aquelas beliebers somos mortos, mas tu não leves a mal mas és parecido com o Justin Bieber..." AR explicou a Diogo. 
"Sim, mas isso e porque ele é o meu idolo." Explicou Diogo. 
"Oh não... este já foi contaminado... deixa estar" Disse AR, sem esperanca. 
"Ele tem razão... Diogo se o senhor passasse perto daquelas beliebers, o máximo que poderia acontecer era irem a correr ter consigo a pensar que e o Justin Bieber e nos podiamos escapar." MR tentou convence-lo. 

"Sim, mas quem se lixava era eu... ainda me matavam quando vissem que não era o original... para correr esse risco precisava que me dessem algo em troca." Disse Diogo. 

"Eu só tenho 1.99..." Disse JF, presumindo que ele quisesse dinheiro. 
"Contem a minha historia num post... mencionem o meu sacrifício, porque já sei que vão escrever sobre isto." Disse Diogo. 

Todos concordaram, e ficaram comovidos com o seu ultimo desejo, mas acabaram por o enviar para la, ele passou a andar com uma musica do Justin Bieber a tocar para chamar a atenção e de seguida foram todas atras dele e ele começou a correr, e MR, AR, JF, e Space Aye aproveitaram a distração para saírem de la ate chegarem a um sitio mais seguro. 

"Vocês agora estão seguros, estão literalmente com Deus. Ninguém vira para ca cometer ilegalidades. Eu vou ter de vos deixar, tenho uma coisa a fazer antes que o purge termine." Disse MR, deixando-os perto de uma Igreja. 

"Mas nós não nos safamos sozinhos... ainda pra mais o PVD não esta ca..." Disse Space Aye. 
"Pois... tens que nos levar contigo..." Disse JF. 
"O AR?" MR perguntou preocupado ao reparar que não estava la. 
"Foi a casa de banho" respondeu JF. 
"Desculpem mas não posso mesmo ficar aqui..." Disse MR deixando-os para trás. 
"Eu conheço alguém que te pode arranjar um carro... sempre ias mais depressa mas tens que nos levar ate a casa dele.... nós ficamos la e tu ficas com o carro dele." Disse Space Aye, capturando a atencao de MR. 
MR pediu que confirmasse se podia ficar com o carro do seu amigo, e depois de estar tudo confirmado puseram-se a caminho cautelosamente. 

"Ola Darlings..." Disse Castelo Branco ao abrir a porta e a convida-los para entrar em sua casa. 
"O Castelo Branco?" perguntou MR, a imaginar-se a andar num carro todo cor de rosa. 

"Bem eu desde aquela conversa do msn, que sempre soube..." Disse JF, insinuando que Space Aye e Castelo Branco seriam amigos intimos. 

"Querem se safar ou não?" Perguntou Space Aye. 
Com Castelo Branco estava também a sua mulher, Betty Frankenstein, Vítor Gaspar e Cristiano Ronaldo. 
"Queridas, metam-se a vontade... mi casa es su casa..." Disse Castelo Branco despindo o casaco de Space Aye.  

"Quando e que vamos jogar a bola? Disseste que tinhas umas bolas pa eu brincar, ps que acho que já ta na hora." Disse Cristiano Ronaldo. 

"Eu vou precisar do carro..." disse MR a Space Aye, os únicos que ainda estava de pe, os outros já estavam sentados no sofa. 
"Ele não tem carro... vendeu o carro para meter mais botox na cara.. mas nos precisávamos de ti para ca chegarmos." Disse Space Aye, MR ficou irritado. 
"Bom queridas... vamos dar inicio a orgia!!" Disse Castelo Branco, revelando as prometidas bolas a Cristiano Ronaldo. 
Nisto, começaram a ouvir-se tiros no prédio, eles tentaram todos fugir, mas foram capturados por uns tipos mascarados, e foram enfiados numa carrinha. 
"Eu sou do governo..." Disse Gaspar 
"Cala-te Mr Bean". Disse um dos tipos mascarados enquanto os levavam sabe-se la para onde. 
"Porque não nos matam já? e acaba-se já com isto?" Disse Space Aye. 
"Não vos queremos matar só queremos dinheiro!" Revelou o cabecilha. 
"Podem ficar com as coca-colas, bem vão precisar da energia" Disse o cabecilha depois de os fechar numa casa de banho grande. 
"Porque será que nos deixaram aqui?" Perguntou MR, enquanto AR se fechava num dos cubículos da casa de banho. 
"Não sei mas não tarda nada aparece o PVD" Disse JF que ainda acreditava que PVD ia aparecer para salvar o dia. 
"Já te disse, que ele morreu pá... mas algo me diz que já vamos ter com ele" Disse Space Aye, e pouco depois de AR ter saído do cubículo da casa de banho vieram-nos buscar, pediram que se ajoelhassem e que se falassem seriam alvejados. 
"Ora ca esta mais um grupo de candidatos! Já sabem como funciona cada um custa 200.000 quem quer participar?" Perguntou a apresentadora Teresa Guilherme. 
Jose Mourinho, a leopoldina, a popota, o Tony Carreira, Claudio Ramos e Joao Manzarra decidiram participar, e apos as cortinas fecharem onde os Gargulas estavam a ser expostos, foram levados ate ao Continente. 
"Agora trazem-nos para o Continente?" Perguntou Space Aye sem perceber mesmo nada. 
"Vamos ser caçados..." MR explicou. 
"Ainda por cima não se consegue ver quase nada e eles parecem ter visao nocturna" JF disse ao reparar no Claudio Ramos a distancia com uns oculos de visao nocturna. 

"Eu so queria jogar a bola..." Disse Cristiano. 
"Bem, eu vou ter de dar cabe de um deles para podermos conseguir ver tudo melhor senão tamos lixados." MR disse, abandonando-os para ir capturar um deles, e assim que viu a Leopoldina a passar apareceu-lhe por trás e esganou-a e tirou-lhe os óculos de visao nocturna, nisto apareceu a Popota e tambem a conseguiu desarmar e tirar-lhe os oculos. 

"Bem, agora eu e mais um de voces pode ver" Disse MR. 
"Da ca isso!" Disse Cristiano, e depois de por os oculos pegou numa das latas de coca-cola de MR, deu meia duzia de toques e chutou a lata que acertou na cabeca de Manzarra causando com que desmaiasse. 

"GOLO!" Gritou Cristiano e tirou a camisola. 

"Cala-te! agora vão todos saber que estamos aqui!" Disse JF. 
"Pega, isto deve ajudar" AR disse e em 30 segundos tirou meia dúzia de pecas dos bolsos, nas quais estavam 5 tolos de papel higiénico e o que pareciam ser partes de um aoclismo e montou um lança coca-colas. 

"Como e que eu uso isto?" MR perguntou admirado com a rapidez com que ele montou aquilo. 
"Aqui em cima metes os mentos, e aqui suporta 6 latas de coca-cola depois ao carregares no gatilho a lata e aberta e um mentos e enfiado la dentro e a lata e imediatamente disparada para ponde apontares." Disse AR. 
MR disparou sobre todos eles, as latas acertavam-lhes na cara e explodiam, nisto a Teresa Guilherme chamou reforços e vieram os agentes do fisco. 

"Estamos lixados, vem ai alto exercito..." Disse MR perdendo as esperanças aparece... o PVD... não e nada o PVD estou a brincar, aparece o Alberto João Jardim com os seus seguidores. 

"Chegou a altura de dar uma lição a estes meninos do Continente!" E no meio do tiroteio, JF, AR, MR e e Space Aye escaparam assaltando o carro de Teresa Guilherme, os outros decidiram ficar com Jardim e o seu exercito. 
"Eu sei que achas que tens que fazer isto, mas acho que não devias" AR disse. 

"Vocês não percebem... tenho mesmo que fazer isto... ele despediu-me, e há duas semanas atras desarmei o sistema de segurança dele para poder entrar na sua casa." 

Pararam a porta de uma casa, e MR saiu sem dar ouvidos aos seus amigos entrou dentro de casa se José Sócrates que estava na cama com o seu parceiro Diogo Infante. 

"Levanta-te!" MR disse apontando o lança coca-colas a Sócrates, Diogo Infante ficou aterrorizado. 
"Isso não é nada porreiro pá!" Disse Sócrates. 

"Pede desculpa por teres causado com que perdesse o meu emprego!" MR ordenou. 
"Oh meu Deus, um Jornalista... estarei no inferno?" Sócrates perguntou. 
Entretanto no carro la fora JF, AR, e Space Aye ouviram uma lata de coca-cola rebentar, e MR a sair de casa de Sócrates, encharcado, nisto MR levou 3 tiros. 

"Então jovem... estamos finalmente a conseguir reduzir os níveis de pobreza matando os pobres, não podem existir heróis como tu..." Disse Passos Coelho preparando-se para o alvejar uma ultima vez, mas leva uma cacetada na cabeça e desmaia. Sócrates salvou MR, pois este tinha lhe salvado a vida e a lata de coca-cola tinha rebentado por acidente. 

As sirenes começaram a toca, e com isso terminou o purge, e como tudo era legal outra vez e ninguém corria mais risco de vida eles saíram todos do carro e foram ajudar MR. 

"Isto sim foi porreiro pá!" Sócrates foi interrompido por umas garras que atravessaram o seu abdómen. 
"Tiveram saudades minhas?" Disse o camarão da Povoa... o maior inimigo dos Gárgulas. 
"Oh não..." Disseram todos em coro. 
"Há algum problema?" aparece o... PVD... não... não aparece nada, já disse que não aparece! Aparece o Diogo e as suas beliebers que não se tinham apercebido que ele não era o original por isso era tipo um profeta para elas. 

"Pretendem me parar com isto?" Disse o camarão a olhar para as beliebers e de seguida assobiou e do nada apareceu um exercito de directioners e começou a batalha. 
O camarão avançava sobre os Gárgulas, chicoteando-os com os seus bigodes, e as directioners estavam a ganhar, só se viam cabelos pelo ar. 
"Onde esta o vosso PVD?" Perguntou o camarão, quase a preparar-se para acabar com eles esganando-os com os seus bigodes. 
"Aiii tenho de tomar mais cálcio!" O camarão soltou um grito e os seus bigodes partiram-se ao meio libertando os Gargulas. 
"Estou aqui meu filho!" PVD apareceu do nada com o seu canivete suíço na mão, ainda com restos de bigode de camarão. 
"Eu disse que ele ia aparecer!" Disse JF. 
"Não pode ser..." Disse Space Aye. 
"A tua falta de fé surpreende-me meu filho..." Disse PVD enquanto se desviava dos ataques do camarao. 
"Desculpa mas tu disseste que ias te vender a uma família rica!" Disse Space Aye. 
"Sim, vendi os meus servicos..." Disse PVD. 
"eww..." Space Aye comentou. 
"Enfim meu filho... enfim..." PVD disse ao reparar na mente suja de Space Aye, e deu uma chapada ao camarão. 
"Tu ate me podes vencer... mas não há nada que possas fazer em relação aquela batalha a decorre ao lado, por isso ganho de qualquer das formas..." Disse o camarão referindo-se a batalha das directioners contra as beliebers. 

"Eu ia me chatear... mas os Pais delas que tratem delas..." PVD disse e gesticulando com a mão fez com que todas elas incluindo o Diogo fossem envolvidos por auscultadores e mp3 com musica clássica umas contorciam-se em dor, mas a maioria pareciam raivosas e arrancavam os cabos dos auscultadores a dentada e voltavam a lutar. 

"O Diogo não que ele é fixe!" Disse Space Aye. E PVD libertou-o. 
"Eu disse... nada as pode parar..."Disse o camarão deitado no chão depois da chapada que levou do PVD. 
"Minhas filhas! ordeno-vos que parem!" Disse PVD aparecendo no meio da batalha. 
"Quem es tu? sai me da frente!" Diziam elas. 
"Sou o PVD..." PVD disse calmamente, e com isto pararam todas, pediram desculpa e foram embora, há quem diga que ate começaram a gostar de musica de jeito. 

FIM  
Tag : , , ,

- Copyright © Os Gárgulas - Date A Live - Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -