Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Julho, 2013

A Criação do Mundo segundo o Evangelho de AR

Este é o primeiro capitulo do Livro da Criação Divina, escrita por mim, Apóstolo AR. Como estava aborrecido e fiquei sem ópio para fumar e já acabei com o ultimo canábi, recebi a mensagem divina que tanto esperava: Está na hora de revelar a verdade ao mundo.

Capituto 1

1 - No principio a Lagosta Sagrada criou o PVD. Ela criou-o para ser a criatura mais poderosa, o mais espetacular de todas as criaturas. Até mais espectular do que ela. E ela já era muito espetacular, e especulo que deliciosa.

2 - E como PVD queria um propósito na vida, ela criou Deus, para ele ver com drogas, para servir de entertenimento. Pois PVD precisava de algo sobre o qual falar.

3 - E eis que a Lagosta Sagrada criou os céus e a terra, pois PVD precisava de um local para descansar, e de um céu lindo para os olhos dele.

4 - A terra era sem forma e vazia; e havia trevas sobre a face do abismo, mas o Espirito da Lagosta pairava sobre as faces das águas.

5 - Disse a Lagosta: haja luz, que está escuro demais para o me…

Gasparnosaji

Tudo começou com algo estúpido, JF diambulava pelas ruas de Saint Ovideos, e de repente sentiu uma pancada na cabeça, olhou para trás, e quando viu que estava a ser atingido por uma moeda de 2 euros, até começou a apreciar a sensação, até que se tornou bastante irritante e começou a fugir.

JF, coçador de micose profissional (cronista nos Gárgulas), estava a ser atormentado, por um desconhecido que não tinha nada para fazer.

Já em desepero de causa JF começou a correr para ver se conseguia fugir do desconhecido que lhe estava a bater-lhe com moedas de 2€. Não dava para perceber por que raio alguém lhe faria aquilo. Ele sempre quisera uma moeda de 2€, mas nunca esperara que lha dessem assim.

Mais tarde, JF conseguiu parar para descansar um pouco.

- O quê que se passa contigo? Pareces exausto. - Perguntou MR que o encontrou.

- Um tipo estranho está a bater-me com moedas de 2€. Quase que parece que me quer matar. - JF respondeu.

- Está bem, está, conta-me outra. - MR respondeu incrédulo…