Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Maio, 2013

Os Gárgulas e o Messias

Os Gárgulas são um blog interessante e que tem cada vez mais fãs (pelo menos é isso que eu gosto de pensar). Mas esta até a mim me surpreendeu. Nós recebemos uma visita de Jesus Cristo que aparentemente é nosso fã. Ficamos tão escandalizados que decidimos que tínhamos muito que conversar.
Eu sei o que devem estar pensar. "O quê? Mas ele está drogado ou alguma coisa?". Não, não estou, mas estive. A verdade é que eu, JF e Space Aye finalmente experimentamos a droga que PVD passa a vida a tomar, aquela que lhe permite ver Deus, mas como era a primeira vez que a consumimos só podemos ver Jesus que de acordo com algumas teologias cristãs é Deus ao mesmo tempo que é seu próprio filho, mas de acordo com outras é só o filho de Deus. Enquanto não apanhamos com o Espirito Santo já foi muito bom.
É verdade. PVD ofereceu-nos a droga que ele usa, e podemos falar com Jesus Cristo e fazer-lhe as perguntas para as quais todos procuramos respostas. Quem será o campeão nacional? Quem ganhará o …

Entrevista a Mitt Romney

Perder eleições não é coisa fácil. Todos sabemos que após uma campanha falhada vêm todos os tipos de sintomas depressivos. Primeiro a negação, depois a euforia e depois a raiva que depois é seguida pelo abismo da conformidade com a realidade.
Todos estes sintomas foram experimentados pelo nosso convidado de hoje, Mitt Romney. O mais ilustre mórmon do mundo (não necessariamente o melhor), estará hoje com o nosso ilustre painel (eu, AR, JF, PVD e Space Aye) para responder às nossas perguntas e talvez aí encontrar alivio para as suas frustrações eleitorais (e talvez fiscais?).
MR: Boa noite Sr. Romney. É uma honra tê-lo aqui.
Mitt Romney: O prazer é meu. Já agora MR, já voltou á Igreja?
MR: Eu não quero perder a minha calma logo no início da entrevista mas qual é a parte de “ex-mórmon” que você não entende?
Mitt Romney: Certo, certo. Eu depois falo com o meu filho Tagg. Nós não o iremos abandonar, eu garanto-lhe.
MR: O seu filho tem um nome esquisito. E eu nem sequer o conheço pessoalmente…
Mit…

The Great PVD (O Grande PVD)

Na sequência de mais uma ida ao cinema d’Os Gárgulas (ou melhor dizendo, uma ida de JF ao bolso do PVD para lhe pagar o bilhete), decidi escrever uma versão agargulada do recente filme “O Grande Gatsby”. Cá vai!
The Great PVD A história começa com Spacider-man, um jovem com cara de menino betinho internado no hospital pisquiátrico Magalhães Lemos a curar-se de uma situação muito perturbadora que o traumatizou no passado.
Doutor Bigodaça – Então diga lá como é que vai a mona.
Spacider-man – Vai mal, doutor.
Doutor Bigodaça – Pois vai mal, vai, que a sra. Infermeira ontem veio-se queixar que o jovem a apalpou. Spacider-man – Ai apalpei? Peço desculpa, pensei que era um presunto.
Doutor Bigodaça – Não peça nada desculpa que ela é uma ordinária. Olhe lá...isto agora dos segredos parece que está na moda. É o livro O Segredo, é a Casa dos Segredos...E se você fizesse um livro de memórias sobre o que se passou?
Spacider-man – Um livro de memórias? Umm...eu sempre quis ser escritor...
Doutor Bigodaç…

Os Gárgulas e o Garrafão Médio

Autores: JF e MR. - Eu já disse que gosto das minhas pantufas passadas a ferro – Discursou MR para o seu exército de felinos, que a qualquer momento estavam prestes a atacar o Garrafão perdido de Gondormar.

- Não! – Gritou MR para o seu exército felino – Esse garrafão contém o poder de cura necessária para a viagem que AR vai fazer das distantes terras de Gondormar até chegar ao grande feiticeiro Saint Ovidius. Só ele pode salvar toda a Terra Média!
Tendo MR dito isto, os gatos de imediato se afastaram do Garrafão que de seguida seguiu viagem para se poder encontrar com Saint Ovidius que se encontrava á sua espera.
A meio do caminho, os gatos de MR começaram a ser atacados, e enquanto muitos foram falecendo, outros fugiram.
AR e MR estavam sozinhos até que um ser grande e peludo saiu dos arbustos.
“Socorro! Socorro! Anda ai o estripador de Lisboa!” Gritou JF, correndo nu pelo meio dos arbustos. Este normalmente estava sempre com uma mão atrás das costas, porque não tinha dinheiro pois agora…