Avançar para o conteúdo principal

Os Gárgulas e a Maratona das Aranhas (e a Semi-Maratona das Formigas)


Numa manhã aborrecida sem nada para fazer, sem um filme pornográfico que ele quisesse ver, sem uma série de anime que quisesse ver, sem uma banda de metal desconhecida e sem valor para ele ouvir, eis que AR decide sair da sua gruta, digo apartamento, e decide convidar Os Gárgulas a ver a 10ª Maratona Internacional das Aranhas, que AR assume será mais interessante que a Semi-Maratona Internacional das Formigas, que ocorrerá no mesmo dia.

AR: Oi JF, ainda bem que te encontro aqui.Que fazes? Estás à procura de alguma coisa?
JF: Olá. Parecia-me ter visto uma moeda de 2 euros por aqui. -Diz isto com a sarjeta aberta e com luvas.
AR: Ah desiste. Já sabes como os posts gárgulinios são. Não serve de nada seguir a moeda. De qualquer das formas: Ou rapaz da Classe Média, as notas de 20 euros não são melhores?
JF: Bem, suponho que tenhas razão. Suponho que seja a triste verdade. Se bem que... esquece. Que fases aqui?
AR: Bem, queria-te convidar à 10ª Maratona Internacional das Aranhas. Espero que a Sarah Black-Widow ganhe, como ganhou ano passado. Vá, até te pago uma francesinha.
JF: Está bom. -Diz isto enquanto fecha a sarjeta e tira as luvas.

Com isto dito, eis que AR e JF procuram os restantes Gárgulas. E eis que MR e PVD estavam a conversar no Low-Cost.Come dos Aliados:
PVD: Não é que não respeite a tua opinião, meu filho. Eu simplesmente acho que o que tu dizes não tem qualquer lógica, e que, como tal, a tua opinião não tem qualquer valor.
MR: Com todo o devido respeito, simplesmente acho que gastar 5 mil euros num pudim é descabido de qualquer sentido.
PVD: Mas falas como se fosse um pudim qualquer. Simplesmente não é o caso. É o melhor pudim de sempre.
MR: A mim sabe-me a pudim genérico. Daqueles que se compram no Froiz, por exemplo. Sabe bem, mas não vale 5 mil euros.
PVD: Estou incrédulo. Isso é pura blasfémia, meu filho.

Chegando ao Low Cost.Come, AR e JF dirigiam-se à mesa onde o PVD e o MR se reuniam, para os convidar para a maratona. Enquanto isto acontecia, ao fundo estava uma Viúva Negra gigante a comer um Big Mac no McDonalds, a espiar no AR à distancia com binóculos.
Viúva Negra: Mais cedo ou mais tarde, vou-te apanhar. Não me escaparás.

Enquanto isto ocorria:
MR: Não. Recuso-me. Essa oferta é revoltante no mínimo. -Diz isto, fruto da aracnofobia do próprio.
AR: Vá lá. Isso é pura fobia. Um ato discriminatório, inclusive. A aranhas são pessoas, ficas a saber.
PVD: Vá lá MR. Eu sinto que tenho a obrigação de abençoar estas aranhas que tentam integrar-se na sociedade humana. É o melhor a fazer meu filho.
MR: Com tanta coisa absurda dita, eu até escuso de fazer comentários.
AR: Perfeito. Vamos lá. Eu até ofereço uma Coca-Cola. Oh espera, tenho que ir à casa-de-banho.

Depois disto, só faltava buscar o Space-Aye. Num autocarro de dois andares, AR começa a masturbar-se. Enquanto o MR desvia os olhos escandalizado e enquanto o JF olhava para uma estátua de uma moeda de 2 euros com 2 metros de altura, PVD pergunta calma e serenamente:
PVD: Porque é que te masturbas, meu filho?
AR: Peço desculpa. Estava a pensar na Madoka Kaname. Aliás, sempre que vejo Madoka Magica, masturbo-me um bocadinho. As raparigas são uma perdição. E o Kyubey não é mau de todo.
PVD: Contem-te, meu filho. Não é que não perceba o teu desejo pelas raparigas. Mas as pessoas estão a olhar. Mais ainda, tu gostas do Kyubey? Aí não te percebo, meu filho. Mas pronto. Tu gostas do que quiseres.

E a viagem continua, com o MR ainda a processar o facto de que AR admitiu masturbar-se pensando numa personagem de anime que é uma rapariga de 14 anos. Portanto, em vez de apreciar Puella Magi Madoka Magica pelas suas qualidades artísticas e análises filosóficas, pela soundtrack de Yuki Kajiura e escrita de Gen Urobuchi, masturba-se a pensar nas raparigas. Isto até que se lembrou: O AR é o AR!

Mais tarde, os quatro encontram o Space-Aye a sair do bar Piranha, propriedade de um perigoso traficante de detergente da roupa, oriundo do Brasil. Dentro desse bar encontram-se piranhas dançarinas, fora da água, bem como pessoas a snifarem detergente da roupa em pó, bem como pessoas que compram cápsulas de detergente.

AR: Space-Aye, que fazes aqui? Este lugar é perigoso. Não que não gosta de uma cápsula uma vez por outra mas...
Space-Aye: Nem eu sei. Não sei que faço aqui. Não sei porque é que fui colocado aqui. Não sei que utilidade é que isto tem para o post. Aliás, tu devias de saber...
AR: Pouco importa. Vamos lá. Vem connosco. -Interrompendo Space-Aye.
Space-Aye: Tenho alguma escolha?
AR: Não!
Space-Aye: Bem me parecia.

Quando chegaram à maratona, aperceberam-se de que o evento ia ser cancelado, porque as formigas da meia-maratona foram massacradas. Aparentemente houve uma batalha entre os grupos rivais que são as formigas e as aranhas. A policia tinha fechado a rua ao acesso público, e estava a investigar a cena do crime.

AR: Depois disto tudo, não houve evento nenhum. Raios! Vou mas é rever Imouto Paradise.
PVD: E não cheguei a abençoar o evento...
Space-Aye: Calma! Ainda podemos experimentar estes gelados de LSD.
JF: Está bom. Porque não?
PVD: Estes gelados foram abençoados por mim. Desfrutem meus filhos.
MR: Divirtam-se. Não quero nada a haver com isto.

Depois de comerem os gelados de LSD, todos enlouqueceram, excepto MR, que não tinha comido, e AR que pelo contrário fica sóbrio.
MR: À muito tempo que não te via. -Pondo a mão nas costas do AR Sóbrio.
AR Sóbrio: Realmente, muito tempo terá passado. Mas antes de conversarmos, levemos estes loucos para os seus respectivos lares.
MR: É o melhor a fazer.

Enquanto isto ocorria, a Viúva Negra, que é na verdade a senhoria do AR, e o Camarão da Póvoa faziam amor no... Correcção: Fodiam como coelhos ou bonobos, numa cama do Hotel Intercontinental. Cama essa que era nada mais, nada menos que uma francesinha gigante com molho e queijo, com cobertores de queijo. Suavam intensamente, e o suor misturava-se com o molho quente e picante, picante tal como o sexo em si. De qualquer das formas, depois de acabarem:
Camarão da Póvoa: Não te preocupes, minha dama. Tu vais ter a tua vingança no AR. E eu terei a minha vingança nos membros úteis d'Os Gárgulas. Não tara nada, terás o teu banquete.
Viúva-Negra: Anseio por esse momento. -Enquanto beija o Camarão e começam a segunda rodada.

O AR Sóbrio reflecte à janela, consciente de que algo se passava. Sabia que as tensões entre as aranhas e as formigas iam aumentar a nível mundial, e que a coisa não ia ser linda.

To Be Continued...

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Porque odeio espanhóis

Se eu fosse o PVD, a resposta ao título deste post poderia ser apenas uma frase: "porque sou português".Mas como eu faço posts minimamente decentes (hein, PVD?) vou escrever mais duas ou três. A razão para eu fazer este post (além do facto de este blog já estar a ganhar baratas) prende-se com o facto de eu estar prestes a partir de férias (ou seja, contem com mais baratas pelo menos até pra semana). Férias...para Espanha, obviamente. Porque é para lá que os pobres como eu passam férias fora. No entanto, estou convencido que a viagem vai ser um martírio, uma vez que como vou de autocarro, e a minha chegada está prevista para 13 horas (não às 13h mas depois de 13 horas de viagem!). Por isso decidi levar a biblioteca de Alexandria comigo. Não foi fácil, visto que aquilo estava tudo queimado e debaixo de água, mas lá consegui pegar nuns calhamaços velhos e trazer comigo. Mas apesar de estas 13 horas parecerem muito, não me espanta. Afinal de contas, é provável que o motorista resolva…

Pornografia Portuguesa

Uma das coisas que eu tenho vindo a reparar é na falta de actores portugueses, está bem que não existe talento em Portugal muito menos na área do espectáculo, mas será que não podem aproveitar alguns actores dos caixotes do lixo (morangos com açúcar) Porque já que não existem actores de jeito nem aqueles que já andam a dever anos á cova (Nicolau Breiner). Podiam ser aproveitados os melhorezitos pois chateia imenso ir ao cinema ver um filme português, é que vocês não sabem o que isso é porque são malta fixe que não vai ver esse tipo de filmes.
O que é que vos vêm á cabeça quando pensam em filmes portugueses, é ou não é “pornografia” o que vos vem á cabeça? É não é? Eu sabia! Mas vocês têm razão, quando um filme portugues vai para o cinema pensamos logo é pornografia, mas nunca temos a certeza, por isso vamos ver aos créditos e procuramos pelo nome “Soraia Chaves” pois esse é o nome que nos tira as dúvidas, se ela entra então o filme é mesmo pornográfico.
Então lá vamos nós todos conte…

Como fazer um filho?

Em primeiro lugar, filhos assim como desculpas não se fazem/pedem, evitam-se. Vou ser sincero, comecei a escrever isto só mesmo para dizer o que disse. Se bem que esta questão faz me lembrar os copos do Mc Donald’s.Gargulista - Ter filhos anda te a fazer lembrar os copos do Mc Donald’s? Mas que raio fazes tu no Mc Donalds?Não é nada disso, refiro-me apenas a esta imagem:Já viram se os preservativos viessem com instruções do género? Eu sei que já vêm com instruções, vejam lá se percebam o que estou a tentar dizer.Tire o material para foraSe quiser fazer um filho não use isto.Acho que este tipo de instruções servem para nos chamarem de burros indiretamente. Qual é a vossa opinião a respeito disto? Precisam de instruções ou estão bem sem elas?Para quem quiser ter um filho, acho que não precisam de instruções mas só para o caso.Dê uma semente á sua mulher.Espere 9 meses.Leve-a para um hospital.Já ouvi reclamações, muitos dizem que este método não funciona muito bem, caso não resulte:Envie…