Popular Post

Posted by : JF



AVISO - Os Gárgulas são profissionais treinados em coçar a micose, não experimente nada disto. Deixe isto para os profissionais.

Um artigo do msn considera "Coçar a micose" uma arte, fazendo deste país um país de artistas, e nós os Gárgulas os Picassos, Da Vincis e Van Goghs desta nova arte.
Enquanto que no artigo do MSN usam duas páginas para vos explicar como se relaxa, tendo em conta que eu sou um mestre nesta arte, vou vos ensinar a serem mestres como eu.

  1. Faltar ás aulas e/ou ao trabalho para se ficar em casa sem fazer nada.
  2. Ser despedido - Se fizeste o passo 1, este deverá ser automático, já ser expulso da escola é uma tarefa mais difícil, contudo não será necessário.
  3. Dizer não a todas as oportunidades quer de trabalho quer de saídas com amigos, etc.
MR - Hmm... interessante, e como é que um faria para pagar as contas? (ainda cético).

JF - Que falta de sensibilidade para com esta arte... nem digas que és cronista neste blog, a beleza desta arte é mesmo qualquer um a poder praticar neste país, é fácil pedes o fundo de desemprego.

Space Aye - Ah, já topei uma lacuna, e se o individuo nunca tiver trabalhado?

JF - Se o individuo nunca tiver trabalhado? A sério? Então... pede o rendimento minimo...

AR - (sai da casa de banho) Isso é muito complicado, tanta burocracia...

PVD - Podem sempre optar pela vida da Igreja e virarem padres meus filhos, dão meia dúzia de espetáculos por semana (missas).

Space Aye - Lá estás tu a tentar converter-nos, não consegues pá! Resisto há mais de 15 anos não seria agora que me ias converter...

AR - Ainda pro cima teríamos que viver uma vida de santo...

PVD - Vida de santo? Tolices meu filho...Podeis é viver uma vida pecaminosa, e ainda ires para o céu, é uma das regalias em ser padre, podemos pecar à vontade que temos desconto.

MR - Pois...Não me parece...

JF - Prova! Comete um pecado!

PVD - Neste momento estou a tentar-vos a cederem à minha religião, mais duas vezes e estou ao nível do Diabo quando tentou Jesus. Outra coisa... (saca uma garrafa de vinho do bolso).

JF - Ena, trouxeste vinho! (JF vai buscar copos para todos, excepto MR que não bebe nada que não seja coca-cola).

PVD - Tomai todos e comei: isto é o meu corpo que será entrege por vós... (tirou óstias do bolso e deu uma a cada um).

AR - Põe mas é um bocado de vinho se faz favor... (erguendo o copo enquanto que PVD abria a garrafa).

PVD - Tomai, todos, e bebei: este é o cálice do meu sangue, o sangue da nova e eterna aliança que será derramado por vós e por muitos, para remissão dos pecados. Fazei isto em memória de mim. (servindo-se e bebendo um cálice de vinho).

JF - Então e nós? (com esperança que PVD se tivesse esquecido).

PVD - Exato...E vós? Perguntais bem JF, pois eu não só acabo de vos mentir ao dizer que isto é o meu sangue, a cor é um bocado parecida porque isto é vinho tinto mas de resto...Também vos minto dizendo que isto será derramado por todos vós para remissão dos pecados.
O vinho foi derramado por todos vós? Não! Só o derramei no meu copo, e ora ai está o segundo pecado mortal, "gula" (bebendo meia garrafa de golada).
Ao mentir quebrei também um dos 10 mandamentos, "Não levantarás falsos testemunhos".

AR - Mas tu bebes vinho e nós não!? (AR irado).

PVD - Exato, vêem o AR percebeu, está a manifestar o quarto pecado mortal "ira" e a quebrar o 10º mandamento "Não cobiçarás as coisas do próximo". Quereis ver eu só com uma ação cometer dois pecados?

MR  - Cada vez acho a religião católica mais interessante!

PVD - Pois é  meu filho, já agora não quereis doar uma esmola para ajudar nas obras da Igreja?

Space Aye - Já cá faltava o peditório para as obras da Igreja...

JF - Mesmo, está sempre em obras a tua Igreja...

PVD - Vêem, ora cá está a avareza pois a Igreja está cheia de dinheiro e eu ainda assim vos peço mais. E também a preguiça, pois devia era trabalhar para ganhar algum em vez de vos pedir.

AR - Ena, e estás mesmo absolvido dos teus pecados?

PVD - Claro, e absolvo os vossos se se juntarem á minha Igreja. Que o Senhor esteja convosco, digam comigo "Ele está no meio de nós".

Nisto Space Aye avança para a garrafa de vinho, mas PVD já á espera disso agarra no gargalo da mesma não permitindo que Space Aye a leve.

Space Aye - Dá cá o vinho!

PVD - Ele está no meio de nós! Aceita o senhor, meu filho! (salpicando-lhe água benta para a testa, que fez com que ele se afastasse com medo e com a testa queimada).

MR - Tendo em conta que eu não me interesso por vinho qual a vantagem em ser católico?

PVD - Meu filho, quando faleceres, á tua espera encontrarás 40 latas de coca-cola virgens.

MR - Virgens?

PVD - Sim, ainda fechadas...

MR - Onde é que me inscrevo!? (entusiasmado).

PVD - Não precisas de te inscrever meu filho... anda cá que eu batizo-te (abrindo uma lata de coca-cola, derramou a sobre a cabeça de MR seguido de meia dúzia de orações).

MR - Continuo na mesma sem acreditar no senhor, mas mais vale prevenir do que remediar...

PVD - Rua! Desaparece antes que te desbatize meu filho!

Conclusão: A arte de coçar a micose não é para qualquer um, e vamos todos parar ao Inferno, e mesmo ali á beira do Hitler e do Bin Laden estará o autor deste post.











Leave a Reply

Comentem pá, um bom comentário motiva a malta!

Subscribe to Posts | Subscribe to Comments

- Copyright © Os Gárgulas - Date A Live - Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -