Popular Post

Posted by : Space_aye


Num futuro distante, já depois de Portugal ter entrado em falência 380 vezes, a "paisagem" foi vendida à Alemanha e permaneceu um pequeno Estado (mais ou menos) soberano no Norte chamado Panão.
De forma a unir os panões, o presidente Aníbal Múmia da Silva (que se manteve no poder após várias reformas administrativas que alteraram o nome do Estado sucessivamente e se manteve vivo recorrendo ao formol) separou Panão em 13 distritos e organizou os "Jogos da Fomeca", jogos de combate que se realizam todos os anos (embora o FCP tenha sempre ganho os jogos desde o primeiro campeonato).

Assunção Múmia Esteves - Bem vindos a mais uma edição da Liga da Fome. As outras foram todas muito famélicas, mas parece que este ano é que vai ser giro! Palminhas!!! - bate palmas entusiasticamente mas todos ficam calados e sérios
Já sabem as regras, aqui está um papel com todos os vossos nomes e eu vou tirar dois papelinhos à sorte que escolherão o par deste distrito. Vamos começar...

Coloca a mão no recipiente e retira um papel dobrado.

Assunção Múmia Esteves - AR! Palmas!!! (bate palmas frenéticamente)

AR para Space Ayeverdeen - Diz que queres ir no meu lugar, preciso de ir à casa de banho.

Antes que Space Ayeverdeen pedisse explicações, AR começa a correr em direção às latrinas mais próximas deixando o amigo em apuros.

Eu vou no lugar do AR! - Grita Space Ayeverdeen aproximando-se do palco.

Faz sempre a mesma coisa em todos os episódios. Sempre o mesmo este AR. Muito cocó ele tem pra fazer, pensa Space.

Assunção Múmia Esteves - E o segundo representante do distrito 12 é...

Nesse momento todos fazem fisgas para não serem escolhidos, e alguns erguem a fisga na direção de Assunção Múmia Esteves, mas a policia rapidamente os intercepta e dá-lhes uma carga de porrada.

Assunção Múmia Esteves - JF Petas!

JF Petas aproxima-se lentamente do palco com cara de desanimado sob os falsos aplausos do público.

Só me calham azares na vida, pensa JF Petas

JF Petas - Ao menos distribuem comida?

Assunção Múmia Esteves - Sim, temos patrocinadores. Sagres, Zon, os chineses, os angolanos....etc.

JF Petas - Bem, afinal parece que não vou em vão. Umas canetas, umas t-shirts do evento e com sorte...resmas de moedas de dois euros...(sonha JF)

Assunção Múmia Esteves - Boa sorte para a Liga, meninos! Vá, agora toca a apanhar o metro senão chegamos atrasados ao estádio! E não querem deixar mal o vosso distrito, pois não?

JF Petas - Whatever...

Entretanto dentro do metro...

JF Petas para Space Ayeverdeen - Bem, se vamos andar a gravar um filme dos gárgulas, já sei que se vão passar meses e eu ainda não vou ter feito a montagem, por isso o melhor é casarmos já.

Space - Ei ei ei! Eu não quero nada dessas mariquices!

JF Petas - Mas tu és uma mulher.

Space - Ah pois...Mas eu já tenho namorado.

Acena para o namorado MR que está do lado de fora, no cais da Casa da Música.

JF Petas - Tenho a certeza que te vou conquistar no final. Senão o filme não tem piada nenhuma.

HaySócrates - Olha os campeões! Porreiro pá!

Space - Sócrates?! O que é que fazes aqui?

HaySócrates - Dr. HaySócrates, se faz favor! Especialista em tortura. Sabem que eu andei estes anos todos a aperfeiçoar os meus métodos em Paris. Agora já sei como perseguir eficazmente sindicalistas, oposição e pobretanas. Estou três em um, como os meus Magalhães. Mas agora estou aqui como vosso mentor. É que não é qualquer primeiro-ministro que vence duas eleições sem ser odiado por 99% do país! Neste momento só 80% me odeiam, e 19% já têm saudades minhas. Digam lá se não sou um vencedor.

Voz feminina - Trindade...Trindade. Blá blá blá linha amarela. Blá blá blá se quer ir pra Gaia ou pra zona oriental da cidade desca as escadinhas.

Assunção Múmia Esteves - Chegamos!

JF, Space, Assunção e HaySócrates tentam sair do metro mas têm de esperar 10 minutos até que toda aquela multidão desapareça do estreito cais para conseguirem pôr os pés no chão.

HaySócrates - Aguardem só um momento, pá.

HaySócrates pega no telemóvel e fala durante 5 minutos, enquanto todos esperam para caminhar até à arena.

Assunção Múmia Esteves - Quem era?

HaySócrates - Era o Passos Coelho. Diz que o Tribunal Constitucional decidiu que a Liga da Fome era inconstitucional. O Paulo Portas já tem os submarinos e as tropas a cercarem o Palácio do Raton (ri-se) Muito fraquinho este Passos, pá.

Pega no seu lança rockets, aponta para a zona do Raton com ajuda da sua mira supertelescópica e dispara um rocket que acerta e explode em cheio no Palácio.

HaySócrates - Pronto! Já não há juízes pra ninguém! Agora se houver algum ainda vivo, tortura-se até à morte, conclui HaySócrates com a sua habitual sede de sangue.

Eliminado o maior obstáculo do governo, os nossos heróis avançam tranquilamente rumo ao centro de treinos do estádio do Panão FC (nome pelo qual ficou conhecido o FCP após a morte do Pinto da Costa).

JF Petas para HaySócrates - Quem são aqueles?

Aponta para um par de habilidosos contabilistas rodeados de gráficos e lapiseiras.

HaySócrates - É o Vitor Gaspar e a Maria Luisa Albuquerque. São muito bons a falar caro e a baralhar o adversário, mas a sua maior fraqueza é falharem todas as suas previsões. Além de que quando fazem swap corre sempre mal.

JF Petas - E aqueles dois?

HaySócrates - Concorrentes de peso! Campeões nas audiências da manhã. Cristina Ferreira e Manuel Luis Goucha. São extremamente carismáticos e engraçados, mas não se aprende nada com eles.

E aqueles ao findo? Pergunta JF Petas já cansado e sem esperança de encontrar aliados com interesse.

HaySócrates - Falâncio e Jel. Fartaram-se de me chatear quando eu ainda era primeiro-ministro, mas agora já esgotaram as ideias todas e decidiram candidatar-se a uma câmara municipal só pela piada.

JF Petas - Eu sempre gostei dos homens da lta. E tu Space Ayeverdeen, o que é que achas?

Acho que sim, talvez tenham alguma utilidade. Embora eu seja o melhor a disparar o arco, responde Space Ayeverdeen enquanto empunha o seu arco e a atira a seta ao chão, por pouco não acertando no seu próprio pé.

Space - Bem, estava distraído ah ah...(sorri nervoso) ainda bem que só calço 40.

JF Petas - Ó Space, ajuda-me ai. Como é que meto conversa pra eles se juntarem a nós?

Space - Opa, isto é parecido com engatar gajas. Faz de conta de que estás numa discoteca.

JF Petas aproxima-se de Jel e Falâncio

JF Petas - Querem dançar connosco?

Os Homens da Luta olham-lhes de lado e vão se embora.

JF Petas - Já sabia que era isto que ia acontecer.

Space Ayeverdeen faz um facepalm.

Ohhh coitadinha daquela velhinha. Vamos escolhe-la, diz Space referindo-se a Betty Grafstein

JF Petas - Velhinha? Deves estar a brincar...

Space - Não é velhinha?

JF Petas - Sim, mas para que queremos uma velhinha?

Space - Sei lá, não há mais pares de jeito. Além disso, viste como o Castelo Branco lutou lá na tribo com o cabo da vassoura? De paus percebe ele.

E nisto os nossos heróis aproximam-se de José Castelo Branco e Betty Grafstein usando jóias como tema de conversa.

Castelo Branco - E comprei umas channel liiiiiiiiiiiiiindíssimas em Paris! Quer ver?!

Space - Não temos tempo pra isso, temos de ir treinar para os combates.

Castelo Branco - Bicha pindérica! Pronto está bem. Qual dos dois cavalheiros me empresta o pau?


...........................................................INTERVALO.................................................................
                         Tempo para comerem umas francesinhas ou um pastel de nata


Entretanto chega a hora da Casa dos Degredos (edição 200)

Teresa Guilherme - OLÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁÁ!!!! ESTÃO BOMZINHOS?? (ouvem-se as palmas da plateia). Pois ééé! Os nossos amiguinhos já estavam muito cansaaados de estar em casa sem fazer nada. Por isso decidiram que estava na altura de darem mais umas facadinhas no matrimónio, estão a perceber? Ou isso ou porque as pessoas lá fora se estão a revoltar contra este sistema de governo opressivo que lhes tira a esperança de viverem com qualquer réstia de dignidade, mas isso agora não interessa nada.
Vamos receber o nosso casalinho do distrito 12! Eles são os campeões Space Ayeverdeen e JF Petas! (palmas novamente)

Assunção Múmia Esteves para JF Petas e  Space - Vá força, façam de conta que gostam muito um do outro! E não se esqueçam, manifestações em direto são crime público!

JF e Space são empurrados para junto de Teresa Guilherme.

Teresa Guilherme - Então pombinhos? Como é que têm passado?

JF - ...Bem.

Teresa Guilherme - Bem? Só isso que nos têm para contar? Nenhuma javardice para as pessoas se rirem da vossa ignorância e futilidade enquanto se esquecem dos impostos elevados, do aumento do horário de trabalho e dos cortes salariais?

JF Tretas - Uh...

Space - Coiso, Teresa.

Teresa Guilherme - É coiso, é. Ó JF diga lá, qual é a capital de França?

JF Tretas - Hum.......Não é França, pois não?

Teresa Guilherme - Não, querido. (ri-se)

JF Tretas - É qualquer coisa parecida, é...já sei! Pança!

(risos sonoros na plateia)

Teresa Guilherme - Tava perto, querido. É Paris! Terra do Louvre e daquelas coisas todas. Já ouviu falar no Louvre?

JF Tretas - Já, Teresa.

Teresa Guilherme - Deve ter ouvido, deve. Proooonto, vão se lá embora. A gente vê-se na casa mais logo. Beijiiiiinhos!

Space - Beijinhos, Teresa!

Space para JF Petas - Não me digas que não sabias qual era resposta?!

JF Petas - Claro que sabia. Mas é isto que eles querem ouvir, não é?

Space - Suponho que sim...

JF Petas espera que Space se afaste e vai imediatamente ao google pesquisar "capitais da Europa".

Entretanto no dia seguinte, os nossos heróis preparam-se para o grande torneio.

Lenny Kravitz - Space....

Space - Lenny Kravitz!

Lenny Kravitz - Sim, era mesmo eu no filme!

Space - Queria-te agradecer pelo maravilhoso vestido que me fizeste. Só é pena é ter começado a arder a meio da cerimónia e eu ter ficado nua...

Lenny Kravitz - Era essa a ideia.

Space - Uh...bom, mas pelo menos toda a gente gostou e aplaudiu.

Lenny Kravitz - Uh...não, pra dizer a verdade toda a gente ficou horrorizada. Inclusivé um dos espectadores ate recitou uma parte do Manifesto Anti-Dantas. "Oh Dantas nú é horroroso!" Mas sou um artista, e consegui chocar o pessoal. Space, pelas tuas roupas transparentes (neste momento não tens nenhumas), o cenário vai ser uma praia de nudismo.

Space - Lenny...deseja-me sorte.

Lenny Kravitz - Boa sorte, Space Ayeverdeen. E não te esqueças que...(começa a cantar) I belong to you...I belong to you...

Space - You belong to me...

Mas toda aquela cena gay é interrompida pelas bastonadas dos polícias ao estilista.

Polícia 1 - Toma toma, preto!

Polícia 2 - Não gosto de ti, tens cara de cigano!

Space - Lenyyyyyy!!!!

Space Ayeverdeen não consegue abrir mais a porta e acudir o seu amigo, e no meio de toda aquela angustia, ela surge no cenário de batalha, nem cima de uma pequena plataforma individual no mar da costa de uma praia de nudismo.

Space - Ele tinha razão, isto é uma praia de nudismo. É só velhos a exibirem as misérias (aponta para a outra margem da costa onde se encontra um grupo de homens e mulheres dos 60 anos para cima a apanhar banhos de sol).

Voz off - E vai começar o jogo. O arbitro vi apitar...em 3, 2, 1... (ouve-se o som do canhão)

Space não consegue encontrar o seu parceiro JF Petas e começa a correr em grande velocidade para evitar um ataque, procurando abrigo. Passado algum tempo dá com JF.

Space - JF, onde é que estavas?!

JF Petas - Foda-se, tem calma! Eu aqui todo descansado a comer uma francesinha e tu assustas-me assim?

Space - Não temos tempo pra comer, temos de procurar armas para nos defendermos.

JF Petas (exibindo os talheres) - Eu tenho uma faca e um garfo, serve?

Space - Não.

Então olha, atiras-lhes esta moeda de 1 cêntimo, que é a minha moeda da sorte. Não está a resultar - diz JF Petas ainda com a boca cheia de francesinha.

Space tem então uma ideia. Começa a lançar moedas de um cêntimo ao longo do caminho por onde passam, até chegarem perto de uma árvore de grande porte inclinada, com aspeto de ter sido atingida por um raio. JF Petas e Space Ayeverdeen escondem-se nos arbustos em redor à espera da preza. É então que avistam Vítor Gaspar e Maria Luísa Albuquerque.

Vítor Gaspar - Luísa, anda depressa que vai começar a chover agora mesmo!

Abrem-se subitamente as nuvens e o céu torna-se mais claro ainda.

Vítor Gaspar - Raios! Ainda há de chegar um dia em que eu vou acertar nas previsões! Tenho a certezinha!

Maria Luísa Albuquerque - Eu sei, Gaspar. Eu como tua discípula também tenho fé em ti. Em ti e na retoma económica do país, porque isto de ter 3 filhos e ganhar 6.000 euros por mês é uma miséria. O Aníbal Múmia Silva é que me compreende!

Space para JF Petas - Agora!

JF Petas empurra o tronco da àrvore inclinada e ela cai mesmo em cima do ex-ministro e da ministra das finanças.

Space - Pronto, estes já estão!

JF Petas - Só faltam mais dois e eu poderei comer descansado. Tenho aqui uma embalagem de pasteis de nata do pingo doce...

Space - JF, agora não.

No dia seguinte...

JF, acorda! Temos um patrocinio - grita Space Ayeverdeen enquanto um pequeno objeto de para-quedas aterra lentamente a alguns metros de distância.

Space - Espero que seja alguma coisa de útil.

JF Petas - Espero que seja uma francesinha. Gosto sempre de comer uma às 7 da manhã.

Mas os nossos heróis desiludem-se quando constatam que o objeto e questão era na verdade um dildo com um papel com a seguinte mensagem:

"Do PVD com amor."

Space - Obrigadinho, PVD...

De nada! - Responde uma voz vinda do céu.

JF Petas - Vês, eu sabia! Ele está a velar por nós!

Space - Pois, pois...

Espera lá... - divaga Space Ayeverdeen com um ar absorto nos pensamentos - Tive uma ideia!

JF Petas - Já não era sem tempo! Estou a começar a ficar com fome e já não resta muita comida.

Space consulta a bússola oferecida por PVD.

Space - Ouves este barulho? Vem do Sudoeste.

JF Petas - Ah sim, deve ser aquele festival de rock, o Meo Sudoeste.

Space - Não pá, isso foi no verão. São dois gajos barulhentos que não se calam um minuto. Não me deixaram dormir a noite toda.

JF Petas - São os homens da luta!

Space - É isso! São esses cromos...Que fazemos?

JF Petas - Deixa-os para mais tarde, que eles hão de se calar de reclamar e começar a comer uma mariscada.

Space - JF...acabas de me dar uma ideia!

JF Petas - Dei? É pá! Eu não sei como é que consigo ser tão genial.

Space - Quando não está cá o PVD já sei quem é a minha musa inspiradora. Bora, vamos fazer-lhes uma emboscada. Eis a minha ideia (Space fala ao ouvido de JF).

JF e Space arrastam-se pelas dunas até ficarem em frente à equipa adversária e escutam a conversa.

Jel  - Pois é camaradas pá! Vocês escondem-se, escondem-se aí bem escondidinhos pá, mas a gente apanha-vos! Vocês pá, aí escondidos entre a terceira idade no meio das misérias, pá...já me começam a dar vómitos! A gente não tem medo! Nós somos os homens da luta, pá! Somos os gajos que vamos partir esta merda toda pá! Da-lhe falâncio!

Falâncio - Kirikirikirikiriki kirikirikirikiriki kirikiiiiiiiiiii kirirkikirikiiiiii Nos somos os homens da luta, nos somos os homens da luta, nos vamos limpar estes reacionários.

Jel - Reacionários pá! Venham cá! Metam-se com a gente!

Space Ayeverdeen ata um fio à pata de uma lagosta e atira-a para perto dos homens da luta.

Jel - Ei láááá! Oh Falâncio...eu aqui a queixar-me da minha vida, e afinal isto não é assim tão mau como isso.

Falâncio - O que é que queres dizer, Jel?

Jel - Não vês? (olha para a lagosta)

Falâncio - Não vejo o que?

Jel - Olha-me bem pra isto! (aponta para a lagosta)

Falâncio - O que é? É uma gaja boa?!

Jel - Epá, oh Falâncio, pá! Pareces o PVD.

Falâncio - Pá, já sabes que eu não vejo nada à frente com estes oculos, pá!

Jel - É uma lagosta pá! Isto afinal...eles sempre se lembraram dos nossos gostos burgueses, pá! Vai-me buscar uma pedra pra abrir a gaja.

Mas quando Jel vai a pegar na lagosta, ela começa a fugir em grande velocidade em direção às dunas.

Jel - Anda cá, minha puta! Que já te vou fazer um filho!

Nisto Space Ayeverdeen dá dispara o seu arco, mas falha e em vez de acertar em Jel acerta em Falâncio, que cai morto na areia.

JF Petas - Queres a pedra? Toma a pedra! (atira um calhau à cara de Falâncio)

Falâncio (moribundo no chão) - Jel tas vivo? Epá, tou curado! Tou curado! Milagre!!!

Mas eis que Space Ayeverdeen lhe aparece à frente e espeta uma patada na boca que acaba com ele.

Space - Já não morreste cego. Pode ser que ainda vejas comunismo no céu.

JF Petas - Bem agora só falta aquela walker e aquela boneca de cera. Serão assim tão dificeis?

Space - Não. Aliás, nem preciso que me dês mais ideias. Tenho-a mesmo na minha mão - Dizia Space Ayeverdeen enquanto agarrava no pénis de JF Petas que naquele momento urinava contra o arbusto.

Space - Ups!! Eu queria dizer...isto!!! (exibe o dildo que PVD lhes tinha enviado naquela manhã).

JF Petas - Ah bom, julguei que me ias cortar a salsicha. É que já não como há mais de uma hora.

Os nossos heróis avançam pela praia fora até darem de caras com as nádegas de um casal de velhotes, que não se apercebe que se estão a sentar em cima das suas caras.

JF Petas - Epá, eu desisto! Nunca pensei que fosse tão mau ir a uma praia de nudismo.

Space - Faz tudo parte do cenário aterrador que o sistema nos impinge para espalhar o medo. Mas um dia nós vamos fazer a revolução. Com ou sem homens da luta.

JF Petas - Olha está ali um zombie!

É a Betty - Conclui Space Ayeverdeen depois de confirmar com os binóculos.

JF Petas - O que é que vais fazer?

Space - Vou disparar o meu arco e acertar na Betty, depois tu começas a correr, o Castelo Branco vai atrás de ti e tu furas-lhe o olho com o dildo.

JF Petas - Ei! Não penses que vou tocar ali!

Space - Não me estava a referir ao olho de trás.

JF Petas - Ah bom! Mas olha lá, tens a certeza que queres disparar as setas? Olha que tu não tens lá muito jeito para isso.

Space - Caluda! Prepara-te mas é para correr.

Space aponta bem o arco a Betty e dispara, mas a seta vai parar bem longe. Volta a tentar e falha de novo.

JF Petas - Dá cá isso!

JF pega no arco mas sem querer parte-o. Olham um para o outro.

Space - Estamos tramados.

Castelo Branco - Betty, venha cá, dear. Olhe só para aquelas prindéricas a tentarem matar-nos, coitadas. Não sabem que nós já morremos e resuscitamos imeeeensas vezes graças ao botox e aos cremes de beleza. Venha, vamos mata-las.

Castelo Branco atira uma série de seringas de botox envenenado, o que provoca a fuga do casal de nudistas. Felizmente os nossos heróis conseguem desviar-se delas e preparam o contra-ataque.

JF Petas - Alguma ideia?

Space - Não, dá-mas!

JF Petas - Dou-tas? Como?

Space - Sei lá, não és uma musa inspiradora? Diz qualquer cosia estúpida.

JF Petas - Não. - responde JF Petas determinado. - Desta vez vou fazer qualquer coisa estúpida.

E pega numa das setas do arco quebrado e atira-a como se fosse um dardo, acertando em cheio em Betty, que apesar disso continua de pé a arrastar-se em direção a eles.

Space - Que pisso!

JF Petas - Eu sei.

Mas Castelo Branco e Betty estão cada vez mais próximos, com Castelo Branco cheio de seringas de botox venenoso e Betty seriamente infetada com uma série de doenças venéreas e não venéreas das orgias com Castelo Branco e o jet-set de Cascais.

Porém, Space Ayeverdeen permanece firme. Ele sabe que vai vencer.

Space - JF, consegues acertar uma dessas à cabeça da Betty?

JF Petas - Não sei.

Space - Era uma pergunta retórica. É claro que consegues, confia em ti. Concentra-te. Lembra-te nas resmas de moedas de 2 euros que vais receber quando sairmos daqui. Lembra-te da quantidade de francesinhas que isso dá para pagar. Lembra-te dos shots de pastel de nata nas discotecas! Lembra-te do PVD. Ele está a velar por nós!

E JF Petas enche-se de fé e num impeto lança a seta fazendo explodir a cabeça de Betty!

Castelo Branco - Betyyyyyyyyyyyy!!! Tanto tempo a colar aqueles bocados todos e agora está estragada! Arrrr, suas bichas sujas!! Vão pagar por isto!

Furioso, Castelo Branco atira uma série ainda maior de seringas aos nossos heróis, que com muita dificuldade escapam a todas elas. Ainda mais furioso, ele pega numa seringa gigante de encher Bettys e empunha-a enquanto corre pelas dunas.

Mas JF cheio de confiança agarra noutra seta e atira a Castelo Branco, desta vez falhando.

Space - Tantos pissos seguidos seriam impossíveis.

JF Petas - Eu sei.

Agarra em todas as setas que restam e atira uma a uma à sorte até que uma delas acerta numa unha de Castelo Branco.

Castelo Branco - Ahhhhhh!!! Bichas! Parti uma unha! Suas porcas...chamem uma ambulância!

E começa a fugir e a gritar pela praia fora.

Space - Conseguimos!!!

JF Petas - Yes!!!

NÃO! - Ouve-se uma voz do céu.

JF Petas - Não?! Sim!

NÃO! - Repete a voz - Eu consegui! Vocês não fizeram nada sozinhos. Vocês são uma cambada de incompetentes. Se não fosse eu ainda estavam com o cú do velho enfiado nas vossas caras.

Era PVD, que descia à terra para junto dos nossos heróis.

JF Petas - Lá isso é verdade PVD.

Space - Bah...Também tens um bocado a mania.

PVD - O que é que disseste?

PVD castiga Space Ayeverdeen, que se transforma num homem.

Space - Ei! Porque é que fizeste isto?! Agora sou um homem!

PVD - Porque agora tem muito mais piada teres dito aquilo ao JF no MSN. Muahahahaha!

E PVD ascende de novo aos céus, deixando os nossos herois à sua sorte (ou talvez não).

Space - Sinto-me humilhado. Bem, vamos embora que ainda há uma revolução pra fazer. Mas primeiro temos de esperar que o Syriza ganhe as eleições na Grécia. Só depois é que o sistema pode começar a cair.

JF Petas - Não percebo nada do que estás a dizer.

Naquele momento a terra começa a tremer.

Space - Mas...o que é isto?!

Abre-se um buraco e sai AR.

JF Petas - AR? Olha...que rica altura! Agora não precisamos de ajuda!

AR - O que é que querem? Tenho problemas intestinais! Além disso estive boa parte do tempo ocupado a fazer coisas dignas de bissexuais e judeus.

Space - Ok, não queremos saber. Como é que vieste cá parar?

AR - O sistema está a ir abaixo. O distrito 12 revoltou-se e ficou em chamas. Já não existe. Vocês eram os favoritos de todos e todos os concorrentes vos deixaram ganhar.

Space - Ah já percebi porque é que foi tão fácil...

JF Petas - E eu a pensar que tinha encontrado finalmente a minha vocação, disse JF Petas referindo-se ao lançamento do dardo.

Space - Tenho a certeza que um dia vais encontrar, JF. Como tenho a certeza que um dia a revolução vai chegar. E está cada vez mais próxima. Porque o PVD...o PVD está ali em cima, a olhar por nós.


FIM







{ 1 comentários... read them below or add one }

  1. Muito Porreiro pá! Lembro-me disto como se tivesse sido ontem, embora já se tenham passado umas centenas de anos. Se não fosse pelo PVD e pelo seu patricionio que ainda hoje guardo na minha gaveta lool

    ResponderEliminar

Comentem pá, um bom comentário motiva a malta!

- Copyright © Os Gárgulas - Date A Live - Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -