Avançar para o conteúdo principal

Pasteis de Belém: Uma fraude!


Pois é, caros amigos, o tempo passa depressa! Estava aqui a dar uma vista de olhos mental aos tesourinhos deprimentes da minha vida (o que é sempre um exercício bastante penoso) e lembrei-me que há cerca de 4 anos o PVD gravou um vídeo para Os Gárgulas no qual, para resumir toda a cena, eu dizia mal dos pastéis de Belém. Sim, por estranho que pareça, nós existimos assim há tanto tempo!...na verdade o PVD até já existe há uns 4.000 anos, mas enfim. Nesse vídeo eu denunciava a conspiração mundial para tornar os pastéis de Belém naquilo que se pode chamar uma...coisa. Que existe, vá...roubando a ideia dos pastéis de nata.
Parece-vos uma sugestão rebuscada? Eu mostro-vos o dito cujo:



Como podem ver, trata-se de um vídeo que na altura foi muito polémico. Chegou mesmo a estar na ribalta durante vários meses, tendo aparecido na abertura de noticiários e em capas de jornais de todo o mundo, abrindo o debate sobre o mundo secreto e obscuro da confeitaria tradicional/conventual na nossa sociedade. Não se lembram de ter visto? 

Que? Nunca ouviram falar de nada disto?! Esperem, quê? Um momento...
Estão me aqui a dizer que 100 visionamentos é considerado um pouco baixo para que um vídeo possa ser considerado um sucesso? 
Ahn? Esperem...
Muitíssimo baixo? Quase nulo? Pff...
Há vídeos com dezenas e centenas de milhões de visionamentos no youtube?!
Bom, não interessa. O facto é que algumas pessoas viram este vídeo. Nem que tenham carregado lá por engano.

E como eu estava a dizer, fiz este vídeo há tanto tempo, e nos primórdios do nosso grupo humorístico (tempos áureos em que planeávamos iniciar a nossa carreira através de sketches audiovisuais e nada escritos...) e lembrei-me que nunca tinha feito um post sobre esta questão. Sim, sobre os pastéis de nata!
Na verdade existe uma explicação. Eu vim a descobrir ao fim de muito tempo que grande parte daquilo que aí disse sobre os pastéis de nata não só está completamente errado como também é super insultuoso para com o dito bolo. Pelo que tomo este post como uma oportunidade para pedir desculpa a quem eu tenha ofendido. Desculpem caros consumidores, fui longe demais.

O pastel de nata obviamente em NADA tem a ver com o pastel de Belém, ao contrário do que eu disse no vídeo. Não liguem, eu era só um adolescente parvo na altura.
É claro que o pastel de nata não é "igual ou melhor ao pastel de Belém", nem assim nem "quentinho".
Em bom rigor devemos esclarecer que pastel de Belém e pastel de nata são coisas completamente diferentes, opostas até, em certo sentido. Senão reparem:

Os pastéis de Belém são quentes, são moles e desfazem-se nas mãos. Levam açucar em pó e canela em pó.
Os pastéis de nata são frios, são mais duros, não se desfazem a não ser quando são trincados, e por fim não levam nem açucar nem canela.

Isto meus amigos, é a prova de como o pastel de Belém é toda uma fabricação abicho-apaneleirada, plástica e fictícia da virilidade do VERDADEIRO bolo pastel de nata, o 'macho-man' da doçaria!

Os pastéis de Belém no fundo são como aquelas streapers que se veem em bares duvidosos e que são bastante atraentes e sim senhor, mas que quando se olha bem afinal era um travesti (hipótese que costuma acontecer frequentemente entre nós com o PVD).

Resumindo:
Nós, nortenhos não precisamos de aquecer os nossos estómagozinhos e de preparar os nossos delicados dentinhos para a trituração de um simples bolo! Dispensamos torna-los mais doces ainda para deleite da nossa linguínha por via de pozinhos doces, tanto brancos como castanhos (isto soou estranho, mas pronto).
Nós, caros amigos, nós homens do Norte somos...homens...do Norte, tá?! Agora vocês "alfacinhas"...(ui, sou alfacinha!), seus...seus...florzinhas!!! Não venham praqui roubar-nos as nossas ideias pré-concebidas pá!!!

Bom, está tudo dito. Fiquem bem, meus fofos. Beijinhos!

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Porque odeio espanhóis

Se eu fosse o PVD, a resposta ao título deste post poderia ser apenas uma frase: "porque sou português".Mas como eu faço posts minimamente decentes (hein, PVD?) vou escrever mais duas ou três. A razão para eu fazer este post (além do facto de este blog já estar a ganhar baratas) prende-se com o facto de eu estar prestes a partir de férias (ou seja, contem com mais baratas pelo menos até pra semana). Férias...para Espanha, obviamente. Porque é para lá que os pobres como eu passam férias fora. No entanto, estou convencido que a viagem vai ser um martírio, uma vez que como vou de autocarro, e a minha chegada está prevista para 13 horas (não às 13h mas depois de 13 horas de viagem!). Por isso decidi levar a biblioteca de Alexandria comigo. Não foi fácil, visto que aquilo estava tudo queimado e debaixo de água, mas lá consegui pegar nuns calhamaços velhos e trazer comigo. Mas apesar de estas 13 horas parecerem muito, não me espanta. Afinal de contas, é provável que o motorista resolva…

Pornografia Portuguesa

Uma das coisas que eu tenho vindo a reparar é na falta de actores portugueses, está bem que não existe talento em Portugal muito menos na área do espectáculo, mas será que não podem aproveitar alguns actores dos caixotes do lixo (morangos com açúcar) Porque já que não existem actores de jeito nem aqueles que já andam a dever anos á cova (Nicolau Breiner). Podiam ser aproveitados os melhorezitos pois chateia imenso ir ao cinema ver um filme português, é que vocês não sabem o que isso é porque são malta fixe que não vai ver esse tipo de filmes.
O que é que vos vêm á cabeça quando pensam em filmes portugueses, é ou não é “pornografia” o que vos vem á cabeça? É não é? Eu sabia! Mas vocês têm razão, quando um filme portugues vai para o cinema pensamos logo é pornografia, mas nunca temos a certeza, por isso vamos ver aos créditos e procuramos pelo nome “Soraia Chaves” pois esse é o nome que nos tira as dúvidas, se ela entra então o filme é mesmo pornográfico.
Então lá vamos nós todos conte…

Como fazer um filho?

Em primeiro lugar, filhos assim como desculpas não se fazem/pedem, evitam-se. Vou ser sincero, comecei a escrever isto só mesmo para dizer o que disse. Se bem que esta questão faz me lembrar os copos do Mc Donald’s.Gargulista - Ter filhos anda te a fazer lembrar os copos do Mc Donald’s? Mas que raio fazes tu no Mc Donalds?Não é nada disso, refiro-me apenas a esta imagem:Já viram se os preservativos viessem com instruções do género? Eu sei que já vêm com instruções, vejam lá se percebam o que estou a tentar dizer.Tire o material para foraSe quiser fazer um filho não use isto.Acho que este tipo de instruções servem para nos chamarem de burros indiretamente. Qual é a vossa opinião a respeito disto? Precisam de instruções ou estão bem sem elas?Para quem quiser ter um filho, acho que não precisam de instruções mas só para o caso.Dê uma semente á sua mulher.Espere 9 meses.Leve-a para um hospital.Já ouvi reclamações, muitos dizem que este método não funciona muito bem, caso não resulte:Envie…