Popular Post

Posted by : Space_aye




Esta semana os Gárgulas foram ao cinema ver "Django", o mais recente filme de Quentin Tarantino, e constataram que o realizador tinha finalmente aprendido a fazer filmes.
Eis as opiniões dos nossos críticos.

PVD (especialista em filmes de ação e filmes religiosos):
"O filme foi porreirinho. Mas eu gosto dos filmes do Tarantino. Vejam por exemplo o Kill Bill, grande filme! A mulher a resistir a tudo, não foi realista? E aquele sangue todo a jorrar sem parara? Gostei muito. Mais realista que os filmes do James Bond!"

JF (especialista em filmes dramáticos e filmes de baixo orçamento):
"O Tarantino aprendeu a fazer filmes! Finalmente um filme de jeito. Temos de pensar num post sobre este filme."

Space_aye (especialista em filmes de terror e filmes marados):
"É o primeiro filme de jeito que eu vejo deste gajo! Estou muito surpreendido. Vou fazer uma adaptação ao estilo do que fiz sobre "O Hobbit".

Decidimos por isso fazer a tal adaptação do "Django" numa versão à maneira d'Os Gárgulas.
E aqui vai ela:

JFango

PVD Shoots é um católico irlandês vendedor de hóstias ambulante que já não vende hóstias há 5 anos.
Ele tem hoje uma ocupação bem mais sinistra (sinistra até porque o faz com o pé esquerdo visto que é esquerdino). Ele "kicka" rabos de bandidos...

...os bandidos dos portistas!

A história começa quando PVD Shoots se aproxima, guiando a sua carroça, de um grupo de jogadores da seleção do Senegal guardados por homens da FIFA.

Homem da FIFA - Quem vem lá?! Identifique-se ou serei forçado a disparar!

PVD Shoots - Calma, meus filhos. Venho na paz do Senhor.

Homem da FIFA - O que é que vem cá fazer? Identifique-se!

PVD - O meu nome é PVD Shoots, sou vendedor. Venho aqui para discutir negócios.

Homem da FIFA - Que tipo de vendedor?

PVD - Vendedor de hóstias, meu filho.

Homem da FIFA - Não estamos interessados nas suas hóstias.

PVD (salta da carroça) - Na verdade, venho aqui à procura de um jogador de futebol.

Homem da FIFA - Estes jogadores não estão à venda. Desapareça!

PVD (aproxima-se dos jogadores amedrontados) - Algum de vocês conhece o Professor Bambo?

JFango - Eu conheço o Professor Bambo.

PVD - Como te chamas, filho?

JFango - JFango, senhor.

PVD - E conheces o Professor Bambo? Ainda bem. É que eu estou neste ramo há pouco tempo e não percebo nada de futebol.

JFango - Futebol? Mas o Professor Bambo é o vidente senegalês. Não estará a confundir com "o professor" Jesualdo Ferreira?

PVD - Hum...é capaz. De qualquer forma também vou precisar de um vidente. Quero mesmo saber se é  este ano que o Benfica é campeão ou se vai perder novamento o título para os malditos dos portistas.
E esse tal Jesualdo, conheces?

JFango - Já o vi na televisão. Mas eu também não sei nada de futebol.

PVD - Mas tu não jogas futebol pelo Senegal?

JFango - Bom...mais ou menos. Jogo na playstation em casa do meu primo.

PVD - Serve. Preciso que venhas comigo.

Dirige-se aos homens da FIFA

PVD - Pretendo celebrar um contrato de compra e venda de bem móvel.

Homem da FIFA - Fale português!

PVD - Estou interessado em comprar o passe deste jogador por 500€.

Homem da FIFA - Não vendemos.

PVD - Ai vendem sim! Em nome do Senhor!

O Homem da FIFA aponta põe o dedo no gatilho prepara-se para disparar sobre PVD mas este saca rapidamente da sua arma e atinge o homem da FIFA mais o cavalo do outro, que cai ao chão e parte uma perna.

PVD (aproxima-se do ferido) - Ora aqui estão, meu jovem...300, 400, 500€. Fique com Deus.

Dirige-se aos outros jogadores africanos.

Agora, meus filhos, têm duas opções. Podem pegar nesse senhor que vos enganou com contratos chorudos para jogarem na Europa que não foram depois assinados e carrega-lo durante uns quantos quilómetros até junto do Michel Platini, ou podem manda-lo para o céu junto do Nosso Senhor Jesus Cristo, onde estará bem melhor. A escolha é vossa.

Os jogadores aproximam-se ameaçadoramente do homem da FIFA com o canivete que PVD lhes emprestou e retiram lhe os testiculos, com os quais ficam a jogar futebol.

PVD segue na sua carroça com JFango a acompanha-lo a cavalo.
Os nossos aventureiros dirigem-se à Amadora, onde entram num bar todo decorado com símbolos benfiquistas.

Dono do bar - Que é esta merda? Mitras? Super Dragões? Saiam já daqui ou eu chamo o cherife!

PVD - Hum, hum...desculpe...

O dono do bar desata em fuga

PVD - Bom, ficamos por nossa conta.

Tira duas coca-colas zero do frigorífico e dá uma a JFango.

PVD - Bebe, filho que não tem açucar.

Pega numa caixa de donuts e devora-a.

JFango - O que é que quer de mim afinal?

PVD - Filho, na verdade eu vendia hóstias, mas agora tenho outro trabalho. Sou 'maneger' do Benfica.

JFango - Como o Jesualdo Ferreira antes de despedirem o Vercauteren?

Ficam em silência durante 10 segundos

PVD - Whatever. Eu queria lixar o Porto. O problema é que eu não percebo nada de futebol.
Mas sei que se limpar o sebo a uma data de pessoas que fazem parte do clube consigo que o Benfica vença o campeonato.

JFango - Porquê tanto trabalho só para isso?

PVD - O meu cachecol já cheira à demasiado tempo a naftalina e o cheiro está a invadir o meu quarto.

JFango - E onde é que eu entro nisso?

PVD - É aí que tu entras. Conheces o treinador do Porto?

JFango - Sim, é o Vitor Pereira.

PVD - Eu não concordo com essa coisa do regime especial dos contratos de trabalho dos jogadores de futebol, mas vou por enquanto servir-me disso para conseguir o que eu quero.
Vais ajudar-me a matar o Vitor Pereira e eu dou-te um terço.

JFango - Um terço do quê?

PVD - Um terço.

JFango - Mas eu não rezo...

PVD - Então dou-te um terço do pagamento do Luís Filipe Vieira, que tal?

JFango - De quem?

PVD - Do presidente do Benfica.

JFango - Mas eu sou do Porto...

PVD - Já alguma vez viste uma moeda de 2€?

JFango - Nunca na vida.

PVD - Então não me faças voltar para trás.

Entretanto chega o cherife Olegário Benquerença.

Olegário - Saiam já daí em nome da lei desportiva!

PVD - Olha este, acha que sabe mais de leis do que eu!

PVD pega na sua arma e mata o árbitro.

PVD - Agora podem chamar os bandeirinhas.

Os adeptos fogem todos e PVD e JFango voltam a entrar no bar.
Passado algum tempo aparecem os bandeirinhas.

Fiscal de linha - Aqui fora estão 100 apitos prontos a serem usados sobre vocês se não saírem daí em 10 segundos.

PVD - Calma, meu filho. A gente rende-se se me prometer que ninguém apita quando nós sairmos daqui.

Fiscal de linha - Bom, embora me apetecesse exibir o cartão vermelho, só o árbitro principal é que o pode fazer, por isso têm a minha palavra.

PVD - Ótimo. Vamos sair daqui calmamente de mãos no ar.

Os dois saem do bar de mãos no ar. PVD segura um papel na mão esquerda.

PVD - Permite-me que esclareça o que se passou aqui?

Fiscal de linha - Esteja a vontade. Mas não se estique muito senão vai um cartão amarelo.

PVD - Este senhor a quem chamam de árbitro é na verdade Olegário Bemquerença, o tipo que tranou o Benfica ao não assinalar o golo naquele lance polémico em 2009 quando a bola entrou rés-bés na baliza do Vitor Baía.
Tenho aqui um mandato de captura (vivo ou morto) emitido pelo Rui Santos.

Surpreendido, o fiscal de linha deixa PVD e JFango em liberdade e estes partem rumo à sua aventura.

PVD para JFango - Então conta lá o que é que aconteceu para teres problemas com a FIFA?

JFango - Não me deixaram jogar porque tinha peso a mais. E impediram-me de ir ver a minha mulher à Europa.

PVD - Ai sim? Como se chama a tua mulher?

JFango - Space Ilda

PVD - Space Ilda?!

JFango - Sim.

PVD - É irlandesa?

JFango - É. Como é que sabe?

PVD - É um nome irlandês. Eu sou irlandês. Vamos fazer assim, quando arrumar-mos uns quantos jogadores e dirigentes do FCP eu ajudo-te a encontrar a tua amada Space Ilda.

JFango - Porque se preocupa connosco?

PVD - Nos dias que correm o casamento é uma instituição em vias de extinção, meu filho.
Além disso fazes-me lembrar o meu ex, o Carlão.

PVD e JFango revelam-se uma dupla perfeita, lesionando James Rodríguez, Jackson Martínez, Helton, Danilo, Mangala, Otamendi e ainda uns quantos árbitros fãs de "frutinha", "chocolatinhos" e "rebuçadinhos".
Já após a reabertura do mercado de transferências, os dois heróis rumam a Norte, onde vão à procura de Space Ilda.
Descobrem que ela está retida no Estádio do Dragão, onde limpa os balneários dos jogadores.
Mas como fala gaelico não era uma emrpegada qualquer. Era a que fazia felácios aos jogadores da Irlanda do Norte quando jogavam contra Portugal.

JFango - Pronto, agora vamos lá e pimba!

PVD - Pimba não, é mais cantro gregoriano.

JFango - ?

PVD - O que quero dizer é...não vai ser assim tão fácil. Se eles souberem que só estamos interessados na empregada não vão querer vende-la.
Temos de nos fazer passar por dirigentes de importantes clubes de futebol interessados num jogador do Porto.

Assim, PVD vestiu o papel de presidente do Chelsea e JFango de olheiro do clube.
PVD deixou JFango escolher as suas roupas e este apareceu todo vestido de cor-de-rosa.

PVD (cavalgando até à entrada do Estádio do Dragão) - Bom dia, meus filhos. O Pinto da Costa está?

Segurança - E o senhor é quem?

PVD - Sou o Sr. Shoots, presidente do Chelsea, e este é o nosso olheiro JFango Goleador.

JFango para PVD - Porque é que estão todos a olhar para nós?

PVD - Nunca viram pessoas a andar de cavalo na cidade.

Surge Pinto da Costa

Pinto da Costa - Bobby, Tareco, quem são estes dois?

PVD - Somos do Chelsea. Queremos falar de negócios.

Pinto da Costa - Venham, venham! Apresento-vos a minha bela Criolina Salgado *beijam-se*. É uma grandecíssima puta, mas escreve muito bem.

PVD e JFango sentam-se à mesa com Pinto da Costa, Criolina Salgado e os restantes elementos da SAD.

Pinto da Costa - Então que tipo de negócios estamos a falar, sr. PVD?

PVD - Mr. Pinto da Costa, estamos muito interessados num jogador que o FCP contratou. Trata-se precisamente de Izmailov.

Pinto da Costa - Ahahahah! O Izmailov? Nós acabamos de o contrarar. O que vos faz pensar que ele está á venda?
Olhe que eu sou fodido! Se bem se lembra só deixei sair o Hulk por 60 milhões!

PVD - De facto, Mr. Pinto da Costa. Mas vou fazer-lhe uma oferta tão ridícula que vai aceitar.

Pinto da Costa - Quão ridícula?

PVD - 80 milhões.

Pinto da  Costa - Hum...não sei, vou pensar nisso.

PVD a pensar - Filho da puta!

Parte II

Entretanto PVD, JFango e Pinto da Costa discutem os detalhes do negócio.

JFango - Não dava nem 8 milhões por esse perneta. Está velho.

PVD - Mr. Pinto da Costa, importa-se que interrompa por um minuto a conversa para ir à casa de banho?

Pinto da Costa - Ora essa, esteja à vontade!

PVD dirige-se sorrateiramente aos balneários dos júniors do FCP mas esbarra pelo caminho com a empregada Space Ilda.
Falam em gaélico.

PVD - Ah! Que susto! Julguei que estava a ver o diabo!

Space Ilda - O que é que o senhor está aqui a fazer? Isto são os balneários dos miudos...

PVD - Uh...Ah! Não podes contar isto a ninguém mas...é o seguinte. Trouxe cá uma pessoa para te resgatar. Essa pessoa é te familiar.

Space Ilda - Quem é?

PVD - Está aí à porta.

Space Ilda vê JFango e desmaia.

JFango - Chamem o INEM!

PVD (da-lhe uma chapada) - Cala-te! Ainda aparece aqui alguém!

Aparece Pinto da Costa acompanhado pelo mordomo Vitor Baía.

Pinto da Costa - Bobby, Tareco! Eu sabia que me estavam a enganar! Ninguém come por lorpa o "papa" do FCP!

PVD - Papa?! Muito prazer!

Pinto da Costa - Silêncio, aldrabões! Vocês não querem o Izmailov. Quereis a empregada, não é verdade?

PVD (humildemente) - Sim.

Pinto da Costa - Pois bem, se a empregada tem assim tanto valor para vocês, quero 80 milhões por ela!

PVD - Muito bem, sr. Pinto Dourado...Uh...da Costa! Deixe-me só ir buscar o dinheiro.

Retira uma mala com dinheiro da sua 'bolsilha magica' e entrega-a a Pinto da Costa.

Ao fim de 1 hora, Pinto da Costa termina a contagem do dinheiro.

Pinto da Costa - Podem ir embora.

PVD - Na verdade não. Primeiro temos de assinar o documento.

Space Ilda - Documento? Mas os contratos de compra e venda de bens móveis não sujeitos a registo não necessitam de forma.

PVD - Salvo convenção em contrário!

Space Ilda - Raios! É por isso que não consegui tirar Direito!

Pinto da Costa - Vamos lá assinar isso, bobby tareco!

Acente o charuto com o isqueiro, fuma-o, cospe para o papel e sela-o com o símbolo do FCP.
PVD olha para a decoração do gabinete do presidente da SAD. Vê medalhas, taças, fotos dos jogadores e dirigentes que passaram pelo clube, recortes de jornais e todas as outras coisas. Começa a sentir-se enjoado.
Retira-se para outra sala.

Pinto da Costa - Deixem-no ir, bobby tareco! Já sabemos muito bem porque é que se sente tão mal. Não gosta de perder, o lampião.

PVD - Na verdade, sr. Pinto da Costa, estava a pensar no que diria Mourinho de tudo isto.

Pinto da Costa - E o que será que diria? Que estamos melhor sem ele? Sem dúvida que sim!

PVD - Ficaria espantado com o cheiro a merda desta sala. Fique na paz do Senhor.

Volta-se para a saída.

Pinto da Costa - Sr. PVD!

PVD - Sim?

Pinto da Costa - Uma última coisa. É tradição da nossa SAD celebrar um negócio com um aperto de mão.

PVD - É já a seguir!

Pinto da Costa - Espere! Eu insisto!

PVD - E eu recuso. Em nome do Senhor.

Pinto da Costa - Se não me aperta a mão eu vou à casa de banho, não lavo as mãos e obrigo-o a aperta-la sob pena de não o deixar sair daqui.

PVD - Bom, se o sr. insiste...

Aproxima-se de Pinto da Costa, estende a mão e saca da pistola dando um tiro a Pinto da Costa.

PVD para JFango - Desculpa, não consegui aguentar mais.

PVD leva com um balazio de shot gun e é projetado a 3 metros de distância.
JFango envolve-se num tiroteio extremamente sangrento com os seguranças do estádio até que por fim Vitor Baía manda-os baixar as armas.

Vitor Baía - Se te renderes não matamos a Space Ilda.

O segurança aponta a arma à esposa de JFango.

JF - Eu rendo-me!

JF acorda despido de pernas para o ar e preso por todos os lados ao teto. À sua frente está Castelo Branco todo vestido de latex.

Castelo Branco - Ahhhhhhhhhh! Seu bandido!!! Sua falsa, sua bicha ordinária! A tentar enganar o sr. Pinto da Costa, um homem tão inteligente, tão simpático, tão viril!

Pega num chicote.

Castelo Branco - Agora, meu querido, vamos nos divertir um bocadinho a imitar a Cat Woman enquanto não faço de Renato Seabra.

Vitor Baía - White Castle! A Criolina mandou dizer que já não é pra lhe atirar os coisos aos cães. Vai lá ter que a patroa chamou.

Castelo Branco olha uma última vez para JFango e abandona o estábulo com cara de bicha contrariada.

Vitor Baía - Sabes o que é que te vamos fazer? Vais trabalhar como calceteiro com o chato do Tino de Rãns! Aí é que vais ver o que é bom! Ahahahah!

JFango é levado numa jaula com outros jovens calceteiros em direção à rua 31 de Janeiro, onde iriam ajudar o grupo de Tino de Rãns a substituir a calçada.

JFango - Ei! Tu ai, vem cá. Quero falar-te duma coisa.

Segurança - Não tenho nada para te dizer.

JFango - E se eu te disser onde podes arranjar 80 milhões?

Segurança - Do que estás a falar?

JFango - No estádio do Dragão jaz o meu amigo PVD, que era vendedor e foi morto pelos outros seguranças. Com ele estava uma mala com 80 milhões de euros que eram para comprar o Izmailov.

Segurança - Bah! 80 milhões pelo Izmailov? Isso era para rir? Queres que acredite nessa peta?

JFango - É verdade, lê na capa do JN.

O Segurança pega no jornal e lê a notícia da capa.

Segurança - Onde está exatamente esse dinheiro?

JFango - No cofre do gabinete do Pinto da Costa. Vi-o a meter o código. Se me libertarem ficam com 79.500.000 euros e eu com meio milhão.

O segurança fala com os outros e após decidir, abre a jaula e prepara o cavalo para JFango partir com eles.
Eis então que de repente o céu ruge com violência e nuvens negras e trovões irrompem dos céus. Um foco de luz toca no solo e aparece lá em cima PVD, que manda os seguranças pelos ares.

PVD - Esses 80 milhões são p'ras obras da igreja!

Levita até ao estádio do Dragão, que com os seus poderes divinos destrói completamente após levar consigo a mala para o céu.

JFango leva a sua amada Space Ilda para um qualquer barraco longe dali onde praticam o amor sob o olhar atento dos sem abrigo.

FIM



Leave a Reply

Comentem pá, um bom comentário motiva a malta!

Subscribe to Posts | Subscribe to Comments

- Copyright © Os Gárgulas - Date A Live - Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -