Popular Post

Posted by : Space_aye




Não sei se já tiveram oportunidade de ver o filme "O Hobbit", o mais recente filme do realizador Peter Jackson, novamente inspirado num dos livros de Tolkien.
Pessoalmente já o vi, e foi extremamente engraçado. Bem, na verdade não foi engraçado, foi giro.
Mas querem ver algo de mais engraçado? Desfrutem da versao gárgula de "O Hobbit".

O Hobbit Dildo Baggins

Space_aye é Dildo Baggins (isto devido aos Direitos de Autor), um humilde hobbit que vive confortavelmente (na medida do possível) no seu buraco debaixo de terra a que chama casa (mais ou menos como os portugueses vão passar a viver a partir de 21 de Dezembro de 2012).
Dildo vive com Frodo Seabra, um hobbit modelo.

A história começa quando Frodo vê Dildo esconder uma arca com uns certos pertenses.

Frodo Seabra - O que é que tens aí?

Dildo Baggins - Eu? Nada!

Frodo Seabra - Vá, mostra lá o que estas a esconder.

Dildo Baggins - Eu não estou a esconder nada, já disse...

Frodo esgueira-se e consegue ver o diário de Dildo.

Frodo Seabra - Ah, então tens um diário! Vê lá mas é, se falas mal de mim uso o saca-rolhas! Mostra lá o que escreveste.

Dildo Baggins - Ainda não está pronto, sê paciente meu jovem hobbit homossexual reprimido.

Frodo Seabra guarda o saca-rolhas no bolso das calças e sai pela porta.

Dildo Baggins relembra então as suas memórias de juventude...

Parte I

Dildo Baggins fuma o seu cachimbo confortávelmente sentado num banco do bairro de lata subterrâneo dos hobbits, quando surge o poderoso e famoso feiticeiro PVD, "O Branco" (cujo título era "O Cinzento" até ao dia (ou à noite) em que conheceu o meigo travesti Bonifácia Delfim Augusto. Há também quem diga que, na verdade, este virou "O Branco" quando percebeu que conseguia miracolosamente mudar a cor das suas roupas e fazê-las cheirar bem se a colocasse numa bacia de água e adicionasse um pouco de detergente, deixando-a marinar um pouco).

PVD - Então pá? Esta noite há aí party, não é?

Dildo Baggins - Party?! Nah, não senhor. Não vai nenhuma festa.

PVD - Não vai haver? Então não vai?! Ouvi dizer que esta noite ia haver ganda party em tua casa! Com  anões, quilhões e o caralho.

(Este último seria o DJ convidado, mas estava ocupado a fazer xixi).

Dildo Baggins - O que? Nah, nah, não vai haver festa nenhuma! Rua daqui, seu gigante!

PVD entende que a festa se vai realizar na mesma e decide desenhar com o seu canivete um orgão genital masculino na porta de Dildo Baggis, para todos saberem que era ali a sua morada.

Passado 1 hora, alguém bate à porta.
Surpreendido com uma visita àquelas horas, Dildo vem à porta abri-la.

Anão 1 - É aqui, não é?

Dildo Baggins - Aqui? Uh...aqui o que?

Anão 1 - Aqui que mora um tal de Penis Baggins, Genital Baggins ou lá o que é.

Dildo Baggins - Uh...Dildo, sim, Dildo Baggins...

Anão 1 - Ah, então estou no sitio certo! O que é que tens aí que se coma?!

O rude anão dirige-se para a cozinha de Dildo e enfarda o seu peixinho com molho de...leite (?) que este tinha acabado de preparar.

Passados 5 minutos batem novamente À porta. Entra outro anão badalhoco.

E assim sucessiamente ao longo da noite, até que na sala de jantar de Dildo já se encontravam nem mais nem menos que 13 anões.

Dois anões pegam num monte de pratos e lançam uns aos outros.

Dildo Baggins - Cuidado! Não me partam nada! Já me basta eu quando estou sob o efeito vibratório!

Por fim, o último "convidado" bate à porta.

Já pelos cabelos, Dildo Baggins vai direto à porta e abre-a. Era PVD, "O Branco", que bate com a cabeça na porta antes de entrar e logo de dirige ao grupo de anões javardos já instalados como se estivessem na sua toca.

Dildo Baggins - Mas que merda é esta, ouve lá?

PVD - É uma casa de putas, caralho. Nah, estou a brincar, é uma reunião de gente ex-rica, pequenina e barbuda que pretende recuperar à força a sua terra mãe.

Dildo Baggins - Judeus?

PVD - Nah, não têm lá grandes narizes. E são até bastante pequenos...São anões.

PVD bate com a colher num copo para chamar a atenção dos anões nojentos e inicia o seu discurso profético.

PVD - Meus filhos, estamos aqui reunidos para recuperar as terras roubadas aos anões, bem como o dinheiro da minha caixa de esmolas, ambos roubados pelo dragão do FCP e pelos orcs cara-de-escroto.
Para tal, precisamos de efetuar a celebração de um Contrato-Promessa Atípico

 (cfr. art. 830º e 405ºdo Código Civil), no qual os anões e o seu ladrãozeco se comprometem a, os primeiros como prestação a foderem aquela merda toda, e o segundo a cometer um ato ilícito de violação de propriedade privada e furto, permitindo recuperar as terras e bens alheios que se encontram atualmente sob posse dos ladrões, antes que eles as obtenham por via de uso capião.

Anão 2 - O Porto é campeão?

PVD - Infelizmente sim, mas não por muito mais tempo. Enfim, alinham todos?

- Sim!!! - gritam os 13 anões em uníssono acabados de acordar, já fartos de ouvirem PVD falar de Direito.

Dildo - Mas o pessoal pode aleijar-se com essas coisas?

PVD - Sim, sim, pode ser fatal. Mas não há problema que eu já contratei uma seguradora que faz um preço porreirinho.

Dildo - Hum...Então desculpem mas não estou interessado.

PVD - Ok, adeus. Vamos, meus filhos! Temos de encontrar outro ladrãozeco - Diz PVD, deixando propositadamente o documento escrito em cima de uma cadeira antes de partir (tal e qual a sua velha tática quando vendia indulgências).

Dildo Baggins fica sozinho mirando o documento, até que por fim abandona a casa a 7 pés (ou a 8, não tenho bem a certeza), e dirige-se ao grupo.

Dildo Baggins - Pessoal, pessoal! Assinei! Assinei esta merda!

PVD e os anões viram-se para trás e veem um dildo a correr atrás deles.

Anão qualquer - Fujam! Vem aí um dildo furioso!

Os anões escondem-se todos à pressa por baixo da batina do PVD.

PVD - Calma, meus filhos, é o Dildo Baggins. Agora se faz favor, e se for essa a vontade do Senhor, saiam de baixo das minhas partes baixas que esta casa não é p'ra vocês.

Os anões retiram-se da batina do PVD, onde se encontravam já previamente diversas criancinhas.

Catalina Pestana - É pidófilo! É pidófilo! Eu sabia! Mandei-lhe uma carta à 500 anos a denuncia-lo a si próprio!

PVD - Cala a boca, sua cabra!

Transforma Catalina Pestana numa rã.

PVD - É a isto que ela sempre me soou.

E então Dildo, PVD e os 13 anões seguem viagem rumo à sua  aventura...

Agora intervalo de 7 minutos para fazerem um xixizinho e comprarem umas pipocas rançosas.

Parte II

O grupo acampa a meio de uma montanha, onde, já de noite, começam a ouvir uns barulhos estranhos.
Dildo Baggins - Oviram o mesmo que eu?

Chefe dos Anões - Sim, vem do lado esquerdo.

Dildo Baggins - E que cheiro é este?

O Chefe dos Anões faz uma pausa para pensar, sem tirar os olhos do lado onde surgiram os ruidos e responde.

Chefe dos Anões - Orcs...eles estão por perto.

PVD - Nah, desculpem lá pessoal. Sou eu que estou com gazes.

Os nossos herois adormecem, e na manhã seguinte dão por falta de alguns cavalos (PVD dá também por falta de alguns chavalos mas não os consegue encontrar).

Chefe dos Anões - Malta, ou sou eu que estou bêbado ou faltam-nos uns quantos cavalos. Mas é pouco provavel que seja do alcool, visto que absinto não tem alcool e eu so bebi uma garrafa.

Dildo oferece-se para explorar a zona (que é o mesmo que dizer que foi obrigado sob pena de umas boas vergastadas do Chefe dos Anões), e dá de caras com 3 trolls chamados Fernando Mendes, Carlos Malato e João Soares, que se banqueteiam infinitamente esfomeados com as suas provisões de queijo da Serra, vinho do Porto, pasteis de Tentúgal e presunto de Lamego.

Dildo Tenta discretamente cortar as amarras dos cavalos (e do seu pónei) mas é apanhado pelos orcs, que se preparam para fazer sopinha de anões com uma pitada de hobbit.
"É um espetáculo!" - Regozija-se Fernando Mendes, enquanto esfrega as mãos.
"Ai eu já fui tão feliz a comer anões..." - Relembra Carlos Malato enquanto olha para as cábulas do seu programa televisivo.
"Ai eu já fui tão feliz a imaginar que ia suceder ao meu papá na Monarquia Republicana Portuguesa..." - Relembra João Soares.

Entretanto, surge do nada PVD, que com a sua magia transforma a refeição numa sopa de pedra em forma de troll e salva os nossos herois.
Os nossos bravos herois sobrevivem e voltam a dar de caras (ou melhor dizendo, com os cus) mesmo em cheio na colmeia dos trolls, onde conhecem o temível rei dos trolls, Alberto João Trollão.

Alberto João Trollão - Meus filhos da piuta, quem ousa penetrar no enorme buraco da Madeira e dar de caras com o lindo estado a que chegou este arquipélago?!

Dildo Baggins - És feio como um camião, pá! Olha que tu não te metas comigo, que eu conheço o PVD!

Alberto João Trollão - Ahahahahah! Então e onde é que ele está?

Dildo Baggins vira-se para trás, mas PVD já lá não está.

Dildo Baggins - Foda-se! Desaparece sempre! O que vale é que ele só aparece nas piores alturas p'pra nos salvar o coiro, quando as coisas estão realmente más, o que quer dizer que ainda não estamos assim tão mal.

Alberto João Trollão - Vamos entregar-vos aos orcs, que são criaturas tão feias e viscosas como nós!

Os nossos herois conseguem fugir a nado e vão parrar a duas grutas separadas. Uma onde cai o grupo de anões, e outra onde cai Dildo.

Na gruta de Dildo, este depara-se com uma estranha criatura bipolar de muito mau aspeto que fala sozinha.
Trata-se de JF, mais conhecido por Gollum.

JF - My precious....minha moeda de 2 euros, ninguém nos vai separar! Es minha! Minha preciosa! Gollum, Gollum!

Dildo observa Gollum à distância, evitando abordar esta pobre e miserável criatura, o que, no entanto, se torna inevitável.

JF - Uh? O que é isto, minha preciosa?

Dildo Baggins - Uh? Eu sou um hobbit. O meu nome é Dildo Baggins.

JF - Dildos Baggin?

Dildo Baggins - N...Não, ao contrário.

JF - Niggab Sodlid?

Dildo Baggins - Não. Bah, esqueça.

JF - Dildos comem-se?

Dildo Baggins - Não. Quer dizer, não exatamente. Digamos que vão p'ra baixo.

JF - Humm...Gollum acha que ia gostar de Dildosss...

Dildo Baggins - Eww! Bem, sabe-me indicar algum caminho p'ra fora desta gruta?

JF - Aham, Gollum conhece caminhos bons para hobbit Dildos...

Dildo Baggins - Boa! Leve-me até lá, por favor.

JF guia Dildo ao longo da gruta, todavía, Dildo repara que JF deixa cair pelo caminho a sua precisosa e única poeda de 2 euros ao chão, e acaba por pegar nela e guarda-la no seu bolso sem que este note.

Mas ao fim de algum tempo, JF percebe que algo não está bem.

JF - Gollum deixa-te sair da gruta, mas só se Dildos acertar numa adivinha...

Dildo Baggins - Hum...uma adivinha? Está bem, diz lá.

JF - Qual é a coisa qual é ela que é branca mas tem canela?

Dildo Baggins - Hum...Branco...canela...leite com canela!

JF - Ahhrr! Dildos acertou! Dildos faz adivinha para Gollum.

Dildo Baggins - Muito bem. Qual é a coisa qual é ela...que é branca e após ter sido batida é amarela?

JF - Branca? Hum...Amarela? Hum...Hum...adivinha difícil...Gollum sabe, é...Ovo estrelado!!!

Dildo Baggins - Raios!

JF - Última adivinha. Qual é a coisa qual é ela...

Dildo Baggins - Deixa ver, que é branca e qualquer coisa.

JF - Não! Dildos deixa Gollum terminar adivinha!

Dildo Baggins - Ok, desculpa podes continuar.

JF - Qual é a coisa qual é ela...que tens nos bolsos.

Dildo estremece e aperta firmemente a moeda de 2 euros guardada no bolso direito.

Dildo Baggins - Nos bolsos? Nos bolsos tenho as mãos!

Dildo tira a mão esquerda do bolso mas mantém a direita escondida.

JF - Mentes!!! Ahrrrr!

Dildo recua alguns passos perante o avanço ameaçador de JF e defende-se:

Dildo Baggins - É a minha mão, eu juro! Estava a jogar bilhar de bolso!

Mas JF não fica convencido e persegue Dildo, que começa a correr e a procurar um esconderijo longe daquela coisa asquerosa. Por fim encontra uma cavidade escura escavada na rocha e procura lá abrigo.

Vitor Gaspar - Querida, estive a fazer as contas para este Natal e só vejo uma solução...

Exibe um par de peugos ao esqueleto à sua frente.

Dildo Baggins - Uh que susto!!! Espere lá, você não é o Ministro das Finanças?!

Vitor Gaspar - Julgo que a resposta é.........sim.

Dildo Baggins - Ah...Olhe, por acaso não me sabe como é que eu me posso pisgar daqui, pois não?

Vitor Gaspar - ......É possível.

Dildo Baggins - Ahh...E como?

Vitor Gaspar - Se aumentarmos em 30% o IRS conseguiremos compensar a devolução de um dos subsídios e assim reduzir o déficit para 2013 substancialmente.

Sem compreender uma palavra do que disse o Ministro das Finanças (apesar de este ter falado muito devagar), Dildo dá-lhe a moeda de 2 euros que roubou a JF, na esperança de fazer desaparecer aquele caramelo inútil da frente.
Vitor Gaspar pega na moeda e após algum tempo a fazer as contas entrega-lhe 3 cêntimos de troco.
Dildo torna-se temporariamente invisível, dado que deixa de ser contribuinte e se transforma num beneficiário de RSI.
JF entra ofegante na gruta e não consegue ver Dildo.
Acaba por tentar devorar o Ministro, tarefa da qual rapidamente desiste quando percebe que este é imprestável.

Vitor Gaspar - A minha educação foi muito cara ao país. Como tal, não vou desperdiçar o dinheiro que gastei a pagar propinas aos privados para financiar a minha educação que o Estado não se sabe bem como pagou, para lhe responder torto.

JF ignora o imcompreensível e contraditório discurso de Vitor Gaspar e regressa às profundezas da grupa em profunda agonia.

Dildo precipita-se em direção ao grupo de anões guiados por PVD (recorrendo à búlsula da sua bolsilha magica) e consegue alcança-los.

O grupo retorna a viagem.

Depois há uma cena qualquer com os orcs e com o dragão que já não me lembro muito bem (note-se que se Space_aye é Dildo Baggins, este texto foi retirado do diário de Dildo Baggins, o que explica que Space_aye, o próprio autor, não consiga perceber muito bem a sua própria letra), e o grupo acaba por ser salvo por um bando de àguias dirigidas por Jorge Jesus, de fato de treino e a mascar chiclet, no sopé da montanha.

Jorge Jesus - Pessoal, salvamos esta merda toda. Graças a isso deixamos p'ra trás o Dragão pelo menos até 2013. Vamos lá embora que amanhã há mais um jogo p'ra Taça da Liga.

E as águias e o treinador voam dali pra fora, deixando PVD, os anões e o hobbit ali especados à espera do próximo filme.

FIM

Créditos

Atores

Space_aye como "Dildo Baggins"

PVD como "PVD, O Branco"

JF como "Gollum"

Renato Seabra como "Frodo Seabra"

Alberto João Jardim como "Alberto João Trollão"

Fernando Mendes como "Troll 1"
Carlos Malato como "Troll 2"
João Soares como "Troll 3"

Catalina Pestana como "Benfeitora das Criancinhas"
Vitor Gaspar como "Ministro das Finanças"
Jorge Jesus como "Treinador Decente para o Benfica"

Anões - Mendigos da Rua de Stª Catarina (Porto)

Guião, Realização e Direção

Space_aye

Maquilhagem e Guarda-roupa

JF

Duplos

PVD em todas as cenas

































Leave a Reply

Comentem pá, um bom comentário motiva a malta!

Subscribe to Posts | Subscribe to Comments

- Copyright © Os Gárgulas - Date A Live - Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan -